Compartilhar os cuidados dos filhos ajuda a ter uma vida sexual melhor

Estudo revela que a felicidade na relação afetiva e sexual é maior quando os casais compartilham as tarefas do dia a dia

0
517

Cuidar dos filhos é uma tarefa difícil e demanda tempo. Dar banho, brincar, trocar a roupa, dar comida, colocar na cama, contar história para dormir. A lista desses cuidados é imensa e os pais podem acabar perdidos em meio a tantos afazeres.

Muitas vezes a mãe fica sobrecarregada com essas tarefas. O ideal para que o casal viva em harmonia e não se canse muito é que elas sejam divididas, assim todos participam por igual na criação dos filhos.

A Universidade do Estado da Georgia (Estados Unidos) realizou uma pesquisa com 487 casais com filhos, que foram separados em 3 grupos:

Famílias felizes partilham o dia a dia

1. As mulheres eram responsáveis por todas as tarefas e cuidados das crianças;

2. Os homens se responsabilizavam pelos cuidados;

3. As tarefas eram compartilhadas entre o casal.

as relações afetivas e sexuais são mais satisfatórias para casais que partilham os cuidados com as crianças

Para a análise das tarefas e cuidados com os filhos foram criadas 3 categorias:

  • Inspeção, supervisão e monitoramento dos filhos;
  • Interação com a criança;
  • Amparo físico e emocional.

Além desses aspectos, a relação do casal foi analisada, medindo o grau de satisfação que sentiam um com o outro, a frequência com que brigavam e o número de vezes que faziam sexo.

Relacionado: Manual de sobrevivência para as brigas de casal após o nascimento do primeiro filho

Os pesquisadores revelaram que as relações afetivas e sexuais eram mais satisfatórias no grupo dos casais que partilhavam os cuidados com as crianças e, também, no dos pais que assumiam a maior parte deles.

A pesquisa também concluiu que a mãe, ao contar com o apoio irrestrito do pai, mostra-se mais feliz e satisfeita, o que, em consequência, garante uma relação mais feliz.

Além disso, a pesquisa mostrou que os pais dão muita importância para a participação deles na criação dos filhos, e que essa divisão de tarefas faz bem tanto para a criança, quanto para os pais.

Fonte: Bebê Abril