Cordão umbilical que se enrola no pescoço do bebê

Se o obstetra falou que o bebê tem o cordão umbilical em volta do pescoço , não fique preocupada, pois isso é mais comum do que imagina e possível de resolver durante o parto.

0
546

A gestação é um momento de dúvidas e incertezas, em que tudo é uma descoberta. Quando o obstetra indica que o bebê tem o cordão umbilical enrolado em volta do pescoço, a futura mãe fica em pânico, com medo que isso prejudique seu filho ou resulte no enforcamento da criança. Mas sabia que isso raramente acontece?

É normal o cordão umbilical dar uma, duas ou até três voltas no pescoço da criança.

No final da gestação, o feto mexe-se muito na barriga da mãe, mas é possível desenrolar o cordão durante o parto, sem causar problemas no bebê nem ter que recorrer à cesárea.

O obstetra Jorge Khun, da Casa Moara, um espaço que acompanha grávidas na cidade de São Paulo, refere que é comum o bebê ter o cordão enrolado em volta do pescoço no final da gestação, mas isso não significa que seja necessário fazer uma cesariana, pois é possível desenrolar o cordão durante o parto.

Alexandre Pupo Nogueira, ginecologista e obstetra no Hospital Sírio Libanês de São Paulo completa que o tipo de parte é definido pela vitalidade do bebê e pelo risco que existe para mãe e bebê.

Cordão umbilical coloca vida do bebê em risco?

O tamanho do cordão umbilical é variável e ele pode se enrolar no pescoço do bebê, mas também em outras partes do corpo. Quando este cordão é pequeno pode não permitir a descida do bebê durante o parto. Isto vai apertar o bebê e fazer com que o sangue circula mais lentamente pelo corpo, o que reduz a frequência cardíaca do bebê.

O médico vai monitorizando a mãe através de um exame específico e se os batimentos cardíacos do feto começarem a diminuir pode ser necessário fazer uma cesariana, para evitar que a criança entre em sofrimento fetal.

Uma circulação sanguínea incorreta provoca a falta de oxigénio no cérebro do bebê, o que pode trazer consequências. Mas isto não é algo comum e, na maior parte das situações, o cordão umbilical permite a passagem do bebê durante o parto.

O médico apenas decide se é necessário fazer uma cesariana durante o trabalho de parto. Com isto, se o médico disser que o cordão umbilical está em volta do pescoço do bebê, não precisa se preocupar, porque isso é normal e não significa que seu filho corre perigo.

Para evitar que a gestante fique alarmada com a situação, os médicos estão a pedir que essa informação deixe de constar no ultrassom, pois isso não acrescenta informação e não é possível saber se o cordão é grande ou pequeno.

Mas se foi informada que o bebê tem o cordão em volta do pescoço ou do corpo não se preocupe, pois isso é super normal e possível de resolver durante o parto.

Relacionado: Número de partos por cesárea não aumentou em 2016