Futuros pais costumam subestimar custos do primeiro ano do bebê

Veja o que deve considerar ao planejar ter um filho

0
247

Quando uma pessoa anuncia que terá um bebê, uma máxima é repetida: “você nunca mais vai dormir”. Isso é dito como se a única questão relacionada à vida de um bebê estivesse ligada ao seu padrão de sono.

Não, quem pensa em ter filho precisa saber que vai gastar com isso e será algum dinheiro. No universo de produtos minúsculos cabe uma fortuna, independente da condição social dos pais. Isso quer dizer que o custo de um bebê depende, mas sempre será elevado.

Tomar a decisão de ter filhos depende, como tudo, de planejamento e ele não está apenas no campo emocional. Por isso, pensar custos é sim importante não pode ser subestimado.

O que pensar antes da gravidez:

  • Quais custos terei?
  • Como está minha saúde financeira?
  • Vai ter o bebê pelo SUS ou será particular?
  • Tenho plano de saúde?
  • Preciso contratar um plano de saúde?
  • Tenho possibilidades de instalar uma criança em minha casa?
  • Até que idade essa criança pode permanecer aqui?
  • É preciso fazer obras?
  • Tenho a saúde em dia?
  • Como estão os preços das fraldas e de quantas vou precisar?
  • Que tipo de roupas os bebês usam e onde eu as compro?
  • Quanto custa um plano de saúde para bebês?
  • O SUS oferece todos os exames?
  • Quanto custa uma vacina?
  • Por que eu preciso usar uma cadeirinha no carro?
  • É preciso mesmo uma concha para depositar o leite?
  • Terei direito à creche?
  • Quanto custa manter uma babá?
  • Precisarei de uma babá?
  • Quanto custa uma escola?
  • Devo começar a poupar agora para a faculdade?

Esses são apenas exemplos de tudo o que envolve planejar a chegada de um bebê. Por esses e muitos motivos, os futuros pais terminam por gastar além do que imaginavam.

A publicação norte-americana Nerwallet entrevistou pais e descobriu que 57% dos ouvidos lamentou não ter economizado

Agora confira as respostas para os questionamentos acima:

Quais custos terei?

Uau. Começa pelo teste de gravidez.

Relacionado: Bebê sai caro mas compensa

Como está minha saúde financeira?

Calcule tudo o que ganha, subtraia dos gastos e terá a resposta.

Vai ter o bebê pelo SUS ou será particular?

O SUS é o plano de saúde gratuito e a que todos os brasileiros têm direito.

Tenho plano de saúde?

Se tenho, ele cobre o parto?

Preciso contratar um plano de saúde?

A carência de um plano de saúde para o parto é de 10 meses. Se ainda não está grávida, quer ter um plano e pode esperar, este é o momento.

Tenho possibilidades de instalar uma criança em minha casa?

Analise o espaço para saber se ele oferece as possibilidades para uma criança.

Até que idade essa criança pode permanecer aqui?

À medida em que crescem, as necessidades da criança mudam.

É preciso fazer obras?

Faça vários orçamentos para essa possibilidade.

Tenho a saúde em dia?

Calcule o preço de exames e a possibilidade do uso de medicamentos.

Como estão os preços das fraldas e de quantas vou precisar?

Vá ao supermercado mais próximo de casa.

Relacionado: Quantas fraldas gasta, em média, gasta um bebê

Que tipo de roupas os bebês usam e onde eu as compro?

Não são apenas pecinhas lindinhas e pequenas. Existe uma lógica para as roupas do bebê que consideram idade e clima.

Relacionado: 6 Dicas na hora de comprar o enxoval do bebê

Quanto custa um plano de saúde para bebês?

Depende. Eles ainda têm carência. É preciso pesquisar. Alguns já cobrem o bebê com o plano da mãe no primeiro mês.

O SUS oferece todos os exames?

Não. E há um limite para os que são oferecidos na rede pública. Faça uma pesquisa junto a clínicas do preço dos mais usados, como hemogramas e ultrassons.

Quanto custa uma vacina?

Depende. Pesquise junto às clínicas de pediatria.

Por que eu preciso usar uma cadeirinha no carro?

É obrigatório para manter a saúde do bebê. Além disso, elas têm que obedecer regras que consideram idade e peso.

É preciso mesmo uma concha para depositar o leite?

Pode ser que não, mas isso ajuda a armazenar o leite. As fisioterapeutas das maternidades ensinam como usar e você pode dar uma passada na farmácia para tentar saber o preço. A boa notícia é que duas são o suficiente.

Terei direito à creche?

Sim, mas pode não haver vagas. Analise a situação próximo a sua casa.

Quanto custa manter uma babá?

Elas são enquadradas como trabalhadores domésticos. O mínimo que recebem é o salário mínimo.

Precisarei de uma babá?

Algumas famílias conseguem arranjar-se sem, veja se é o seu caso.

Quanto custa uma escola?

Para quem não vai deixar os filhos em escola pública as possibilidades são muitas. Além do orçamento é preciso conhecer a qualidade dos serviços e, nem sempre, preço indica bons resultados.

Devo começar a poupar agora para a faculdade?

Sim. Mesmo que queira o filho em uma instituição pública, há despesas com livros e materiais de estudo.

Por que as perguntas não têm respostas prontas?

Porque é assim mesmo, a pesquisa é sua. Esses são fatos a considerar e não podem ser dispensados ou seu orçamento não vai suportar.

Relacionado: Estratégias para economizar na gravidez