Dicas para criar um filho que não mente

A famosa frase "faça o que eu digo, não faça o que eu faço" não se aplica na educação dos seus filhos

0
227

Contar mentiras nunca é bom, mesmo quando os pais mentem às crianças só com o objetivo de proteger.

Os pequenos veem os seus pais como um verdadeiro exemplo, dando importância às suas atitudes e não às palavras.

Se um pai ou uma mãe mente de forma evidente, as crianças entenderão que não há problema nenhum em fazer o mesmo.

Estamos falando até daquelas mentirinhas mais básicas, como a tradicional: “se perguntarem por mim, avise que não estou”.

AS MENTIRINHAS BÁSICAS DOS PAIS SÃO um dos PRIMEIROs PASSOs PARA A DESONESTIDADE DOS FILHOS

Embora, aparentemente, esse tipo de mentira seja inofensivo, a verdade é que isso acaba influenciando a educação da criança, que começa a achar que não faz mal mentir, e que esta é uma ótima solução sempre que quiser escapar de uma situação menos confortável.

Essas mentiras dos pais são um dos primeiros passos para a desonestidade dos filhos.

Relacionado: Os pais também precisam ser educados com os filhos

As atitudes dos pais servem para moldar a personalidade dos pequenos, por vezes de forma irreversível: mais tarde, você poderá concluir que educou uma pessoa pouco honesta, que não hesita em mentir para alcançar seus objetivos.

Nunca se esqueça: dê sempre o exemplo, independentemente dos conselhos. A verdade é sempre a melhor saída. E se os seus filhos mentirem, corrija-os, para mostrar como a mentira só traz coisas negativas.

Veja esse vídeo bem-humorado que apresenta as 5 mentiras que os pais mais contam às crianças:

Compartilhe esse artigo com outros pais!