6 Dicas na hora de comprar o enxoval do bebê

Evite a compulsão de levar tudo: equacione o orçamento

1
1259

O exame deu positivo? Foi sua primeira despesa com o pequeno, que logo estará por aí. Isso quer dizer que, além dos exames pré-natal e das despesas com o hospital, um enxoval precisa ficar prontinho para receber seu bebê.

Antes de comprar, ouça outras pessoas sobre a rotina do pequeno. Isso é importante, principalmente, para as mães de primeira viagem, que ainda não têm noção sobre o que e quanto vão precisar.

Siga essas 6 dicas na hora de comprar o enxoval:

1 – Estação do ano

Nem todo mundo é igual, então por que seu bebê seria? Existem listas prontas em todo lugar, mas você precisa saber o que, de fato, vai precisar em tudo aquilo.

Por exemplo, se o pequeno chegar em um dia de verão, vai necessitar de todos aqueles macacões que estão na loja mais badalada da cidade?

Você também não poderá resolver depois que ele nasceu, em um dia de baixíssimas temperaturas, a falta de roupinhas para enfrentar o frio.

Os bebês também crescem muito rápido, e algumas roupas podem nem ser usadas

Tenha poucas peças do menor tamanho e invista nos combos, que trazem o macacão, calça e body.

Pesquise as listas e veja o que é adequado. Será mesmo que você vai precisar de luvas, no alto verão?

2 – Produtos de segunda mão

Além de fraldas e roupas, os bebês precisam de coisas que pais de primeira viagem, talvez, não tenham imaginado.

A cadeirinha de carro, o bebê conforto, as almofadas de amamentação, protetores e o berço são só alguns dos itens indispensáveis.

Há brechós que vendem produtos de segunda mão quase novos. Também não é ruim aceitar o repasse da amiga ou da prima. Elas sabem o quanto esses itens todos podem ser caros e pesar no orçamento.

Os brechós oferecem também roupas e sapatinhos. Convém dar uma olhada, porque são itens que os bebês usam muito pouco e podem representar uma boa economia (acredite: nessa fase, toda economia será bem-vinda).

3 – Itens de higiene

Lenço umedecido, algodão, cotonete, gaze. Não exagere na compra desses itens. Os lenços umedecidos, por exemplo, são desaconselhados para bebês recém-nascidos, porque podem causar alergias.

Compre um pacote de cada e renove quando estiver perto de acabar, porque será o tempo necessário para saber se o bebê se adaptou.

Aquelas conchas de amamentar e as bombas para tirar leite só merecem ir para a sua casa depois que o bebê nascer.

Tente saber primeiro como será a rotina de amamentação; talvez você nem precise.

Claro que é preciso pesquisar antes o preço e o funcionamento dos produtos

4 – Evite o impulso

Aquela colcha linda e chique, com um bordado incrível é mesmo necessária – quando você já ganhou algumas peças ou mesmo comprou outras? Organize as necessidades!

Em geral, muitas mantas são sinônimo de dinheiro jogado fora.

Se vai ter uma menina, evite comprar todos os acessórios do mundo. A pequena pode ter alergia a faixas e mesmo sentir dores na cabeça pelo uso.

Deixe o tempo passar; ela é certamente linda, independente do acessório.

Chupetas e mamadeiras talvez demorem um pouco para serem usadas. Que tal esperar para ver como seu bebê e você se comportam diante da amamentação?

5 – Se for possível, alugue

Isso vale para quem já tem o filho grandinho e acha lindo aquela cadeirinha de balanço cara. Quando você menos esperar, a perna dele não encaixa mais e seu bolso poderá chorar mais que ele.

6 – Está na moda, lançamento, novidade…

Será que você precisa de uma almofada que nina o bebê enquanto emite música?

Certamente, não. Aquele carrinho cheio de recursos chega ao mesmo lugar de um mais barato. Pense nisso.

Relacionado: Quantas fraldas, em média, gasta um bebê?

Essa dica ajudou? Então compartilhe!

1 Comentário

  1. Péssimo. Sonhamos tanto com esse momento, e não podemos nos dar o prazer de comprar coisas novas para nossos principes e princesas. Gastamos tantas vezes dinheiro com bobagens e coisas para nós . Por que meu bebe tem que usar tudo usado. Uma coisinha aqui outra ali tudo bem. Mas é tão gostoso e tão unico esse momento que devemos sim organizar tudo com carinho.