Mãe obrigada a mudar de lugar em avião porque seu bebê estava chorando

Acabou que quem chorou com toda a situação foi a mãe, que decidiu partilhar sua história nas redes sociais

0
224

A sociedade continua despreparada face ao papel de mãe e com os bebês, de forma geral. Todo mundo deveria saber que criança chora, e não chora porque a mãe ou pai querem, mas sim por se sentir assustada, ter fome ou algum outro desconforto.

O que aconteceu com esta mãe e seu bebê mostra que atitudes e comportamentos das pessoas intolerantes sobre infância e a total incompreensão sobre o que é crescer são bem comuns. Todos nós já fomos crianças, não é verdade? E olha que gracinha essa daí!

Soubemos desse caso que aconteceu com a blogueira de moda Arielle Noa Charnas, que decidiu viajar para Los Angeles num voo da Delta Airlines, com seu marido e seu bebê de 9 meses. A situação que aconteceu poderia ter acontecido com qualquer uma de nós.

O bebê de Arielle estava chorando, mesmo antes de levantarem voo. Coisa natural. Mas os passageiros desse mesmo voo estavam incomodados, e decidiram pressionar os comissários de bordo para fazerem alguma coisa.

Uma comissária decidiu ceder e pediu à família para mudar de lugar, para bem longe da maioria dos passageiros, nos fundos do avião. Arielle contou com tristeza que viu perfeitamente os olhares de reprovação, como se ela tivesse cometido um crime.

“Frustrada por não conseguir acalmar meu bebê, comecei também por ficar estressada e ansiosa, com toda a situação, chorando mesmo” por ver que não havia compreensão de ninguém, nem mesmo da comissária de bordo.

Indignada com tudo isso, acabou partilhando nas redes sociais o sucedido e rapidamente o post atingiu as 22 mil curtidas, com bastantes reações de protesto.

Companhia diz que comissários estão preparados para garantir segurança do voo e qualidade no atendimento

Esta é uma situação que deve ser falada para ajudar na luta pelo bom acolhimento de crianças e suas famílias. É importante que a população entenda sobre seus direitos, para que haja medidas positivas para as famílias.

Um representante da companhia aérea disse que “os atendentes de voo da Delta são formados para que o transporte seja seguro e de excelente qualidade no atendimento aos seus clientes. O nosso apoio é total a todos os passageiros que viajam na classe de serviço para a qual pagaram”.

O que você acha dessa história? Já aconteceu com você e sua família? Conte para a gente!! Compartilhe essa história para que isso não se repita!

Relacionado: 10 coisas que as mamães escutam (mas não deveriam)