Você sabe o quanto a música pode ser importante para o seu filho?

As crianças quem têm contato com a música podem até aprender a escrever mais rápido

0
215

Quem é mãe, sabe que as crianças adoram brincar com instrumentos musicais, não é verdade? Pandeirinhos, mini-teclados, violões e todo o tipo de coisa que produza som chama muito a atenção dos pequenos.

O que muitas mães não sabem é o quanto esses instrumentos podem ser importantes até mesmo na alfabetização das crianças. Estudos recentes revelaram que cantar e tocar instrumentos musicais faz com que os bebês estimulem áreas do cérebro que serão necessárias para outras funções futuramente, como aprender a ler e escrever ou até fazer cálculos.

A criança desenvolve sua audição e se torna capaz de diferenciar os sons graves dos agudos. De acordo com a professora de música Margarete Kischi “no cérebro existe uma área chamada córtex auditivo que passa a ser estimulada com a música”.

“Além disso, as crianças também trabalham a coordenação motora, já que costumam dançar ao som das músicas”.

Uma pesquisa foi feita nos Estados Unidos com crianças entre 9 e 10 anos. Elas foram divididas em dois grupos: algumas tiveram aulas de música durante 2 anos, e outras, não tiveram contato algum com essa disciplina. Após o período de teste, ficou comprovado que as crianças que possuem interação com a música tiveram mais facilidades no desenvolvimento de atividades de leitura e escrita.

Relacionado: Como funciona o cérebro dos bebês?

Isso acontece porque aprender uma música e aprender a ler são atividades muito parecidas para o cérebro. Por isso, por volta dos 6 anos, os pequenos já podem ter aulas formais de música, pois é nessa idade em que começam a controlar as técnicas para tocar os instrumentos.

Instrumentos musicais podem auxiliar o bebê a desenvolver diversas áreas do cérebro

Obrigatório por lei

Você sabia que a música é disciplina obrigatória na educação infantil? De acordo com a lei 11.769/2008, a obrigatoriedade da música na educação básica se estende a todas as escolas brasileiras. Não é que o governo pretenda fazer dos alunos músicos profissionais. A ideia é sensibilizar e integrar os alunos.

Dentro de casa

Tudo que os pais apreciam, também é geralmente apreciado pelas crianças. Por isso, se você e seu companheiro têm o costume de escutar música dentro de casa, é muito provável que o desenvolvimento do seu bebê seja mais rápido que de outras crianças.

Mas não podemos esquecer dos devidos cuidados em relação aos barulhos. Lembrem-se de manter o volume da música em som ambiente, para não prejudicar a audição da criança. Além disso, preocupe-se com o tipo de música que ela vai ouvir. Quanto menor a criança, mais calmas devem ser as músicas.

E você? Gostou desse artigo? Então lembre-se de compartilhá-lo com suas amigas!

Fonte: Crescer