Homens bonitos têm maiores chances de ter meninas

Psicólogo japonês defende teoria embasada em estudo iniciado em 1950

0
1474

A beleza é resultado de uma construção social e pode variar de cultura para cultura. Mais que a genética, o belo é definido por padrões sociais.

Assim, o que pode parecer muito bonito para uma pessoa, já não agrada tanto a outra e, em termos culturais, essa diferença é ainda maior.

A influência da beleza sobre a reprodução foi alvo de pesquisa do psicólogo japonês especializado em teoria da evolução Satoshi Kanasawa que defende uma tese polêmica: homens bonitos têm maiores chances de ter bebês do sexo feminino.

Segundo a teoria, homens bonitos procuram beleza em suas parceiras e, elas, por sua vez estão a procura de confiança e estabilidade. A mistura resultaria no nascimento de meninas.
O estudioso escreveu um livro para defender sua teoria.

A obra “Por que pessoas mais bonitas têm mais filhas?” aponta os resultados da análise de 17 mil bebês nascidos na década de 1950

Para embasar o experimento, “peritos” teriam seguido critérios que avaliavam a beleza dos bebês. Após 45 anos, as pessoas que integraram o estudo foram novamente avaliadas e ficou constatado que aqueles que obedeciam aos critérios de beleza tinham mais filhas.

Assim, Kanasawa, que é especializado em teoria da evolução, concluiu que a beleza é hereditária. O pesquisador defendeu, ainda, que os pais considerados bonitos têm 36% mais chances de gerar pessoas do sexo feminino.

A pesquisa também apontou que há probabilidade maior de filhos do sexo masculino para engenheiros, matemáticos e cientistas.

Homens considerados gordos, de estatura elevada e de comportamento violento também tendem a ter filhos do sexo masculino.

Relacionado: Estudo genético conclui que diabetes gestacional é mais comum em gravidez de menino

Fonte: Psychology Today