Atenção aos perigos da desidratação infantil!

Esteja atento aos sinais e saiba como proteger o seu filho!

0
409

O risco de desidratação nos mais pequenos é elevado. Afinal de contas, as crianças são seres sensíveis e basta juntar três fatores de risco para ficarem desidratadas: calor juntamente com exposição demasiada ao sol, sem esquecer a transpiração.

Para piorar, por vezes, as crianças ainda perdem líquido devido às viroses tão comuns durante o verão: essas doenças se manifestam por diarreia, vômitos e dor de garganta. Esse último sintoma agrava o quadro de desidratação, porque dificulta a ingestão de líquidos e alimentos.

Como saber se uma criança sofre de desidratação?

Esse quadro ocorre quando as crianças perdem mais líquido do que conseguem repor. Ao contrário do que você podia imaginar, esse líquido não é água pura: nós estamos falando de água com sódio e potássio. Por isso é que faz tanta falta.

A desidratação pode se manifestar quando a urina das crianças é mais concentrada e pouca ou quando elas se sentem cansadas e irritadas. Além disso podem apresentar os olhos fundos e a pele seca.

“a desidratação pode se manifestar quando a urina das crianças é mais concentrada e pouca”

Como impedir ou tratar a desidratação infantil?

  • Dê água mais vezes por dia. Se eles não quiserem, opte pelo suco da fruta favorita deles. Faça isso aos poucos: a reidratação não acontece de um momento para o outro e os meninos até podem vomitar se você exagerar;
  • Prefira espaços frescos e ventilados;
  • Evite peças de roupa sintéticas ou grossas;
  • Prefira peças de roupa com tecidos naturais. É o caso do algodão;
  • Nunca dê medicação que “segure” o intestino ou corte a náusea, sem um conselho médico. Alguns desses remédios dão sonolência e, se as crianças dormem, ainda ingerem menos líquidos. Além disso, os medicamentos dificultam o diagnóstico dessa desidratação.

A importância do soro caseiro para a desidratação

Esse soro não pode ser preparado frequentemente, mas é bastante recomendável em casos sérios, como uma desidratação infantil causada por um quadro de vômito ou de diarreia. A sua receita é bastante simples.

Ingredientes:

  • Açúcar: 1 colher de sopa rasa;
  • Sal: 1 colher de chá rasa;
  • Água filtrada, mineral ou fervida: 1 litro

Modo de preparo:

1. Junte o açúcar com o sal;
2. Misture com a água.

Dica: Prove para ter a certeza de que fez tudo bem: o sabor deve ser semelhante ao de uma lágrima.

Também existe a solução já pronta, disponível nas farmácias. Se você optar por essa alternativa, só é necessário diluir o pó na água.

A criança deve tomar 2 colheres de chá de soro de 5 em 5 minutos. Se, após 1 hora, ela não estiver vomitado, ofereça o soro de 15 em 15 minutos.

Se você colocar em prática todas essas dicas e, mesmo assim, a criança não tiver melhorado em 24 horas, vá a um pediatra o mais urgente possível. No hospital, é feita a reidratação através de soro na veia. Em pouco tempo, estará tudo bem de novo! Mas a atenção dos pais nunca é demais para tentar impedir outro quadro de desidratação.

Relacionado: Gravidez e amamentação reforçam necessidades de água para o organismo

Assista a esse vídeo para saber mais sobre desidratação infantil:

Achou esse artigo importante? Compartilhe esses conselhos com os seus amigos!