Alimentos que devem ser evitados durante a amamentação para afastar a cólica

A dor pode acompanhar os pequenos até os 6 meses, mas pode ser evitada através da alimentação da mãe

0
12172

A cólica do bebê faz parte do processo de amadurecimento do aparelho intestinal do pequeno.

Trata-se de uma dor aguda que começa por volta da segunda semana após ao nascimento e pode durar até os seis meses de idade.

Para os bebês que são amamentados no peito, o leite produzido pela mãe pode ser o causador do desconforto

É normal isso acontecer e não há porquê reconsiderar a amamentação.

Evite esses alimentos para o bebê não ter cólicas:

Entre as formas de aliviar o desconforto do bebê está a mudança na rotina de alimentação da mãe. Alguns alimentos devem ser evitados.

1. Chocolate ao leite

Ele tem elevado teor de gordura na composição. A melhor opção é o meio amargo, que tem antioxidantes e baixa quantidade de gordura.

2. Carnes vermelhas

A carne vermelha é de difícil digestão e, se o intestino da mulher estiver desregulado, pode fermentar e aumentar a quantidade de bactérias ruins. A consequência está nas cólicas do bebê.

3. Vegetais

Brócolis, repolho e couve têm enxofre e podem causar gases, que são dolorosos para os bebês.

4. Feijão, ervilha e vagem

Podem fermentar e causar o desconforto abdominal no bebê.

5. Iogurte integral

As proteínas do leite de vaca não são aconselhadas para o bebê. Quando são levadas para o leite materno podem induzir ao aumento de gases, que causam cólicas.

Relacionado: Saiba reconhecer e acalmar as cólicas do bebê

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.