Alimentos bons para o pós-parto: aposte em comida natural bem variada

Apesar da correria e da adaptação nessa fase, é muito importante fazer comida em casa, fresquinha e natural, para que o puerpério seja mais rápido e tranquilo

Crédito: Freepik
ADs

O pós-parto é uma fase bem delicada em que o corpo da mulher começa a se recuperar de todas as mudanças que passou ao longo da gestação e no momento do parto. Então, para ajudar nessa recuperação, na cicatrização dos tecidos e no alívio das dores, uma boa alimentação é bem importante.

A alimentação adequada para favorecer o pós-parto

Durante a gravidez, todo o corpo da mulher concentra esforços para gerar o feto, enviando nutrientes para nutrir e formar o bebê. Então, a partir do momento em que ele nasce, o corpo precisa repor os nutrientes de forma concentrada porque, embora a missão do bebê esteja cumprida, agora é a missão recuperação do corpo que precisa começar.

De modo geral, o médico recomenda que a mulher continue mantendo uma alimentação saudável, equilibrada e bem variada, dentro das suas particularidades de saúde. Apenas quando necessário o médico recomenda alguma suplementação nutricional. Mas o que tem nessa alimentação saudável e equilibrada? Veja a seguir.

Alimentos naturais

Deixe de lado tudo o que é ultraprocessado, com excesso de sal, açúcar e gordura. Esqueça os alimentos congelados já prontos ou os semiprontos, que vêm da indústria.

ADs

Prefira a comida caseira, preparada com vegetais frescos, e carnes magras que são proteínas de alto valor biológico.

Esses alimentos são importantes para prevenir e ajudar a recuperar processos inflamatórios, são antioxidantes, fortalecedores, ajudam a recuperar o sistema hormonal, a cicatrizar, a produzir mais sangue e a fortalecer o bebê também, já que são passados pelo leite materno.

Na alimentação da puérpera pode conter, por exemplo:

  • Vitamina A: vegetais amarelos e alaranjados;
  • Vitamina C: frutas cítricas, caju, acerola, morango;
  • Vitamina E: azeite, gema, fígado;
  • Cálcio: 3 a 4 porções diárias de leite e derivados magros, nozes, chia;
  • Ômega 3: oleaginosas, azeitonas, atum, salmão, sardinha, linhaça;
  • Ferro: ervilha, lentilha, feijão, grão-de-bico, vegetais verde-escuros, carnes vermelhas.

Nutrientes cicatrizantes

Os nutrientes mencionados acima também atuam na cicatrização do corpo, mas se quiser dar um reforço, caso tenha feito uma cesárea ou sofrido uma laceração do períneo durante o parto normal, é importante consumir:

ADs
  • Vitamina K: salsa, brócolis, acelga, couve-flor, espinafre, alface, cenoura, rúcula, ovo, morango, abacate, fígado, frango.
  • Selênio: castanha-do-pará, trigo, arroz, ovo, sementes de girassol, alho, feijão, frango.
  • Zinco: ostras, peito de peru, carne de boi, frango, carne de porco, fígado de frango, semente de abóbora, amêndoa, noz, amendoim, castanhas.

Hidratação

Manter o corpo hidratado é essencial para que todos os alimentos mencionados consigam ser metabolizados com eficiência e também para ter uma boa produção de leite. Além disso, a água ajuda o intestino a trabalhar melhor, o que é ótimo para evitar a prisão de ventre tão incômoda.

Água é a bebida principal que deve ser ingerida de 30 a 50ml por cada quilo de peso da mulher. É bastante água, mas seu corpo necessita nesse momento de recuperação. Outras bebidas servem de complemento extra a essa quantidade de água.

Pub