Como manter as amizades após a chegada dos filhos?

Maternidade impõe mudança de rotina e realidade de mães e pais

0
1535

A chegada da maternidade pode ser um desafio não só para a rotina em casa, mas também para o convívio social.

Nesse ponto, a situação não depende somente da família, mas do seu entorno, principalmente quando se trata do primeiro bebê em um grupo. Ainda desacostumados às necessidades de uma criança, alguns podem não entender a dedicação intensa nos primeiros meses e a mudança de comportamento das famílias.

Quando já há crianças, elas também podem servir como um elo para fortalecer a amizade. É uma questão de ponto de vista.

Os amigos precisam aceitar que aquela balada até altas horas não vai voltar a acontecer, ao menos não tão cedo, com alguém que acabou de ter um bebê. E quem passa pela maternidade deve compreender que a rotina dos amigos não mudou.

E como fazer, afinal, com os amigos?

Continuar amiga, na medida do possível e dos ajustes. Há situações que os pais não irão mais tolerar, pois agora são cuidadores e responsáveis por uma criança.

Isso pode, de maneira natural, causar o afastamento dos amigos. Situações que antes eram consideradas normais já não passam despercebidas e geram desconforto.

Sabendo disso, os próprios amigos também podem regular o comportamento ao da nova família e manter o respeito necessário que garante a convivência com quem gostam.

Os amigos também precisam entender que um certo afastamento é normal. Quando trata-se de pessoas muito queridas, contudo, a participação ativa na vida da nova família é uma maneira de garantir o afeto que só os amigos podem oferecer.

Nessa atuação mais próxima dos amigos, há quem consiga receber importantes lições de afeto enquanto uma criança se desenvolve. Pais que compartilham a vida do filho oferecem muito mais que um presente ao amigo; dão, também, um pouco de si.

Há quem só acompanhe esse desabrochar de carinho pelas redes sociais e não há problema algum com isso. O importante é conhecer os próprios limites e respeitar o dos demais.