Quer que seu bebê seja inteligente? Dê carinho a ele!

Pesquisador afirma que carinho é fundamental para criar conexões neurais no cérebro em formação

0
2018
O carinho e a atenção são fundamentais para a formação de conexões neurais nos primeiros anos de vida do bebê.

Carinho demais não mima, e sim desenvolve a inteligência. De acordo como o pesquisador americano Dr. Jack Shonkoff, da Universidade de Harvard, o pleno desenvolvimento cerebral depende das experiências vividas pelo bebê nos seus primeiros anos de vida.

Para o médico pesquisador, a estruturação do cérebro é moldada durante a infância através das interações que ocorrem entre a família e o bebê, do tempo que passam juntos, criando modelos através das conexões neurais.

Ou seja, quando ele sorri e você sorri de volta, quando ele faz algum som e tem uma resposta positiva, estão sendo criadas pequenas pontes entre os neurônios, fortalecendo assim a constituição cerebral.

Formação cerebral do bebê e doenças

Carinho é fundamental para o desenvolvimento do cérebro do bebê

Para Shonkoff, a atenção e o carinho direcionados às pequenas conquistas e desafios da infância são a base para o aprendizado e manutenção de uma boa saúde quando crescer.

Enquanto más experiências criam arquiteturas cerebrais menos positivas, enfraquecendo o cérebro por não apresentar conexões suficientes, o carinho e a boa atenção criam uma base sólida para o desenvolvimento e a vida adulta.

Relacionado: Quem sai aos seus não degenera

Como desenvolver a inteligência do bebê

Os seis primeiros meses de vida do bebê são fundamentais para o desenvolvimento do cérebro. Pode parecer que eles não fazem muita coisa, mas eles estão aprendendo muito! E cada estímulo seu ajuda a aumentar as sinapses neurais.

Então, o que fazer para ajudar no desenvolvimento da inteligência? De acordo com o pesquisador, nada de brinquedos caros, métodos sofisticados ou treinamentos repetitivos. Sabe o que pode tornar seu filho um adulto saudável e inteligente? Carinho!

Converse, ria bastante com ele, cante, dance, abrace… leia histórias ou até mesmo conte-as, usando seus bichinhos como personagens. Interaja e faça com que ele se sinta seguro e amado.

Dica deliciosamente simples, que não custa um centavo e vai fazer toda a diferença na vida do seu bebê. Vamos deixar a tecnologia um pouco de lado e oferecer o que temos de melhor para nossos filhos, amor.

Você acha que este artigo pode ser útil para alguém? Compartilhe!