Bebê que anda na ponta dos pés é preocupante? Veja as causas

Nem sempre é um problema, apenas um hábito da criança que está aprendendo a andar

Crédito: Freepik
ADs

Aprender a andar é um processo que pode levar mais ou menos tempo, isso depende de cada criança. Nesse processo, alguns bebês começam a andar na ponta dos pés, o chamado “andar idiopático”, e os pais ficam sem saber se é apenas um hábito passageiro ou se é sinal de um problema mais sério. Veja, agora, quais são as causas de os bebês andarem na ponta dos pés e o que fazer para resolver.

Condições neurológicas

Há casos em que andar na ponta dos pés pode ser um sinal de problemas neurológicos como distrofia muscular e paralisia cerebral. O músculo da panturrilha fica mais apertado ou muda seu funcionamento, impedindo que a criança consiga esticar o pé inteiro no chão.

Condições ortopédicas

Também pode ser que o bebê tenha nascido com pé torto (equinovaro congênito) ou com apofisite do calcâneo, que é uma inflamação na placa de crescimento do calcanhar. Com isso, a criança simplesmente não consegue colocar o calcanhar no chão, inclusive pode sentir dor ao tentar.

Transtorno autista

Um dos sintomas de bebês com transtorno do espectro autista é andar na ponta dos pés. Nesse caso, é uma entre várias características comportamentais que a criança com esse diagnóstico apresenta.

ADs

Genética

Há casos em que a criança que anda na ponta dos pés apresenta outros sintomas como atraso na fala, na linguagem, dificuldade para desenvolver a coordenação motora e para se equilibrar. É importante que os pais observem se existem esses sintomas.

Hábito passageiro

Apesar de tantos possíveis diagnósticos, ainda existem os casos das crianças que simplesmente começam a andar na ponta dos pés sem ter qualquer condição que precise de tratamento. O médico chega a essa conclusão depois de excluir as demais possibilidades, então é considerado um hábito passageiro, sem preocupações para os pais.

O que fazer?

Bem, não há como saber em qual dessas condições o seu filho se encaixa sem consultar o pediatra ou um ortopedista pediátrico. Então, ao notar que seu bebê tem andar idiopático, leve-o ao médico e relate quando isso começou e se ele tem mais algum dos sintomas mencionados acima. Os tratamentos vão variar conforme o diagnóstico, isso quando for necessário tratar.

ADs
Pub