Carregar o bebê no sling ou no canguru? Qual é melhor?

Os carregadores de bebê são confortáveis e práticos, escolha o melhor para você e seu bebê

0
9988
Mamães com canguru

Existem duas formas de levar o bebê junto ao corpo de forma confortável, permitindo o movimento dos braços. O canguru e o sling são bastante práticos, mas também permitem segurança na maneira de levar o bebê de um lado para o outro.

Não existe regra sobre o que é melhor forma de levar o filho e não ficar com dores nas costas, braços e pescoço. A regra é feita pelos pais, que devem pensar em si e, claro, no conforto do pequeno.

Então vamos conhecer melhor o sling e o canguru?

Sling

O sling é um pano comprido e largo que é amarrado pelo torso para acomodar o bebê. Funciona como uma espécie de tipoia, e é esse mesmo o significado dessa palavra em inglês. Há pelo menos três modelos de sling e os mais simples podem ser feitos em casa.

As vantagens de usar o sling são muitas porque, além da funcionalidade, ele permite que o bebê fique acomodado junto ao corpo da mãe. Isso é muito bom para os bebês pequenininhos e também facilita a amamentação.

(…) o sling faz com que todo o peso do bebê seja distribuído igualmente pelo torso…

No sling acomodada todo o corpo do bebê, que fica protegido do frio. Esse é um excelente método para acalmar a criança, que fica ali, pertinho da mamãe e do papai. Também é possível dormir coladinho no corpo de quem usa o sling. Enquanto o bebê está protegido e confortável, quem o carrega permanece livre para a maioria das tarefas e não sente dores nas costas, braços e pescoço.

Como envolve toda a região do corpo, o sling faz com que todo o peso do bebê seja distribuído igualmente pelo torso. Essa praticidade que permite a realização das tarefas é herança de comunidades indígenas, que pensaram em uma forma de levar consigo para o trabalho as crianças muito pequenas.

O uso do sling é defendido por médicos e fisioterapeutas, por oferecer múltiplas vantagens no cuidado com o bebê. Para a criança, é como se estivesse o tempo todo no colo sentindo o abraço da mamãe ou do papai.

Sling de argola: Essa argola serve para a amarração, e permite a regulação do espaço livre para o bebê conforme o tamanho da criança e da pessoa que irá carregá-la.

Conheça os tipos de sling

Sling de argola

É um tecido longo, com uma argola fortalecida na ponta. Essa argola serve para a amarração, e permite a regulação do espaço livre para o bebê conforme o tamanho da criança e da pessoa que irá carregá-la.

Quem vai usar esse tipo de sling deve prestar muita atenção, porque a argola e a costura que a prende ao tecido devem ser muito fortes para evitar que se soltem.

Se for usado direitinho, vai “crescer com o bebê” e não limitar seus movimento. A regulação é fácil porque a argola desliza pelo tecido.

Aprenda a usar no vídeo abaixo:

 

Pouch sling

Esse tipo de sling é feito somente com o tecido envolvido pelo corpo. É sua amarração transversal que permite que  bebê seja acomodado. Após envolvido ao redor do corpo, o sling é amarrado às costas.

A desvantagem desse tipo de sling é que só pode ser usado por crianças menores. O sistema de amarração reduz o espaço dentro do sling e crianças maiores ficam com os movimentos limitados.

Assista ao vídeo abaixo e aprenda como amarrar:

Canguru

O canguru é isso mesmo: uma espécie de bolsa semelhante às das mamães cangurus. O canguru é feito com material reforçado que é envolvido no corpo da pessoa que carrega o bebê.

Pode ser usado na parte da frente do corpo ou nas costas. Quando o bebê é encaixado, fica com a cabeça, braços e pernas livres. É por isso que o canguru é aconselhado para carregar bebês que já têm mais de seis meses, porque estão mais “durinhos”.

O canguru segura o corpo do bebê, mas deixa as peninhas penduradas. Se ficaram muito tempo nessa posição, os bebês podem sentir desconforto. É preciso prestar muita atenção à forma de encaixar a criança.

O ideal é que a perninha seja posicionada com as pernas totalmente abertas, com o quadril flexionado. Assim, os joelhos ficam abertos e a perna fica em uma posição de 90º. Além de mais confortável, essa posição evita problemas nas articulações dos bebês e contribui para a correção de casos de displasia de quadril, mas somente nos casos leves.

Mães carregando filhos no canguru

Escolha o método que te agrada mais, sem deixar de lado conforto do bebê.

Gostou dessa dica? Então partilhe!