Toque, carinho e colo ajudam a desenvolver o cérebro do bebê

Contrariando a crença de que pode "estragar o bebê", estudo comprova benefícios do contato pele a pele para os pequenos

0
1799

Dar colo, carinho e tocar o bebê é uma forma de beneficiar o desenvolvimento do cérebro do bebê. Essa é uma das conclusões de um estudo realizado pelo National Children’s Hospital, dos Estados Unidos.

Os pesquisadores avaliaram 125 bebês prematuros e comprovaram os benefícios para o desenvolvimento do cérebro dos pequenos pelo estímulo do toque pele a pele com os pais.

Os bebês que foram estimulados responderam melhor à interação social, enquanto os que foram privados do toque foram avaliados como menos sensíveis.

Os testes consistiram em estimular os bebê com sopros de ar sobre a pele dos bebês

O ar direcionado simulava o toque enquanto os pesquisadores avaliavam a resposta cerebral com o uso de eletrodos.

A coordenadora do estudo, Nathalie Maitre, apontou que a sensibilidade ao toque de crianças que foram submetidas a procedimentos dolorosos foi afetada.

O estímulo do toque para o desenvolvimento dos bebês é uma rotina nas UTIs neonatais. Esse é o processo denominado troca cognitiva, que deixa bebê mais calmo e faz com que lembre dos movimentos da mãe e seus batimentos cardíacos.

Relacionado: Dê carinho ao bebê, não o deixe sozinho a chorar

Compartilhe!