Cheirinho de bebê ajuda a reforçar o vínculo com a mãe

O cheiro do bebê desperta o instinto de proteção da mãe

0
2407

O cheiro do bebê é algo único e parece provocar fascínio. Na verdade, provoca mesmo.

Quem comprovou foram os pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, ao tentar entender porque as mães acham tão bom o cheirinho de bebê.

Os pesquisadores concluíram que o cheiro do bebê modifica a atividade do cérebro das mães. Para entender a relação, mulheres foram convidadas a cheirar o pijaminha de recém-nascidos.

De alguma maneira, o cheiro do bebê ativava áreas diferentes nas mães

Nas mães, foi acionado o mecanismo que reforça comportamentos necessários para a sobrevivência e proteção.

O olfato da mãe também é preparado para que ela fique vinculada ao bebê. Isso também ajuda a reforçar a relação mãe e filho.

Da mesma forma que acontece com o ser humano, o olfato também é um instrumento de proteção entre outros mamíferos que têm o hábito de cheirar a cria.

Relacionado: Deu vontade de morder o bebê? Isso é explicado pela ciência