Cirurgias que podem ser feitas em fetos dentro da Barriga

0
27

Em primeiro lugar, é importante pontuar que um feto é a pessoa que já foi gerada e que está em uma placenta dentro do útero de uma mulher se desenvolvendo até nascer. Quando passará a ser denominado bebê.

Dito isso fica claro que o feto é o bebê antes de nascer, e que está protegido pelo útero e sendo alimentado pelo cordão umbilical.

Graças ao avanço da tecnologia associada ao também avanço da medicina , problemas congênitos e de má-formação podem ser descobertos cada vez mais cedo. O que permite que esses problemas possam ser resolvidos ou minimizados de forma muito mais assertiva e competente.

Evolução da Medicina

Até mesmo cirurgias capazes de solucionar má-formação ou algum problema fetal podem ser postas em prática.

Isso permite que bebês que antigamente seriam abortados ou teriam pouca chance de sobrevivência possam ter muito maiores chances de viver e com saúde.

Nesse artigo falaremos a respeito das cirurgias fetais ou fetoscopias que já são empregadas atualmente, com alto grau de sucesso e resolução dos problemas de saúde e desenvolvimento dos fetos.

Cirurgias feitas a Fetos dentro da Barriga

Cirurgia de coração

O coração é um órgão muito completo que infelizmente muitas vezes se desenvolve de forma insuficiente em fetos.

O que ocasiona pouca irrigação sanguínea e desenvolvimento insuficiente, que pode acarretar diversos problemas, e evoluir para o aborto ou morte prematura.

Através de um endoscópio e de fibra ótica para visualizar o lado interno, uma vídeo-laparoscopia é feita para corrigir o problema cardíaco, caso não seja possível esperar o nascimento.

Fechamento do diafragma

A hérnia diafragmática fetal é uma abertura no diafragma, músculo responsável pelo desenvolvimento, sustentação e movimentação pulmonar.

Se a hérnia estiver aberta, o fígado e o estômago podem até subir.

A cirurgia consiste em colocar um balão na traqueia do feto, para que assim o pulmão se desenvolva. Se não existisse essa cirurgia, as chances de sobrevivência do bebê nesses casos seriam 50% menores.

Correção de transfusão feto-fetal

Às vezes ocorre um problema muito grave em gestações de gêmeos, que é a conexão dos vasos sanguíneos das duas crianças. O que faz com que um feto acabe doando sangue para o outro, e fique com carência do mesmo.

Além do prejuízo para o feto que doa sangue, o que recebe acaba também tendo mais trabalho para sobreviver, já que o seu coração precisa bombear uma quantidade excessiva de sangue.

O procedimento é feito com uma fetoscopia, que vai permitir ao médico cauterizar os vasos sanguíneos da placenta, para impedir essa troca indevida de sangue.