Como Alimentar o Bebe até um Ano de Idade

0
2086
Baby eating

A alimentação é um fator preponderante para a saúde e bem estar de todas as pessoas, e cada idade tem as suas respectivas necessidades e peculiaridades alimentares, pois se na fase de crescimento nutrientes como o açúcar e proteínas são mais importantes, em outras fases o cálcio é importante, para impedir o desgaste ósseo.

A grande vantagem é a informação, pois, cada um munido de informações próprias básicas pode escolher qual a sua alimentação ideal.

No caso dos bebes, porém, isso é mais complicado, pois os pais são os responsáveis por sua alimentação nessa fase tão decisiva da vida.

Nesse momento surgem perguntas como, até quando dar de mamar? Quando começar a dar outras coisas?

As fórmulas podem substituir completamente o leite materno? Entre muitas outras perguntas não tão fáceis de responder.

Dicas de Alimentação para Bebes com Menos de 1 Ano

Nesse artigo traremos um guia simplificado que vai te ajudar a entender quais as necessidades alimentares básicas de um bebê, bem como qual deve ser a evolução alimentar dele e quando e como se deve colocar alimentos diferentes e mais difíceis de digestão na sua dieta.  Lembrando que as recordações médicas variam de país para país e de criança para criança.

Primeiros seis meses, apenas leite materno

Sim, o leite materno não é um alimento negociável e deve ser toda a alimentação do bebê até o seu sexto mês. É bastante recomendável continuar dando o leite materno mesmo que além de outras coisas para o bebê até um ano ao menos, podendo ser até os dois anos

Não é inclusive recomendável se valer daquelas fórmulas, pois a grande vantagem do leite materno, é que ele carrega consigo todo o histórico imunológico de doenças da mãe, protegendo contra todas as doenças não autoimunes com as quais a mãe já teve contato na vida.

O leite materno, para além de ser um soro natural, que é feito sob medida visto que como metade do DNA do bebê é vindo da mãe, ele é susceptível mais ou menos as mesmas doenças que ela.

Depois vêm as frutas

Após os seis primeiros meses é hora de começar a dar alimentos para o bebê. Comece por frutas descascadas, amassadas ou em purê.

Algumas boas opções são a manga, melancia, cereja, caqui, laranja ou melão. Não dê para a criança frutas com muitas sementes, como o figo, a pitaia, o morango, a goiaba e outras que você ache com muitas sementes. Isso deve ser observado porque essas frutas são de difícil digestão, e o sistema digestivo do bebê deve ser amadurecido aos poucos.

Por fim, as comidas de bebê

Os salgados já podem ser acrescidos a alimentação logo após o sexto mês, junto com as frutas. Dê alimentos cozidos e amassados, como peixes, legumes e verduras. No 7° mês a comida deve já vir em pedaços pequenos e mastigáveis, para fortalecer os dentes da criança. Vá dando comidas cada vez mais elaboradas, até que com um ano de idade, a criança já coma junto com a família.