5 Pontos essenciais para criar meninos que respeitem as mulheres do futuro

Seu filho deve aprender de tudo um pouco, deve ser livre para se expressar e deve enxergar o mundo com um olhar de igualdade

Crédito: Freepik
ADs

O machismo se aprende em casa. Nenhuma criança, menino ou menina, nasce machista, preconceituosa, desrespeitosa. Tudo isso se aprende com os exemplos que se tem em casa, diariamente, nas mínimas atitudes. Então, tenha atenção à forma como você se comporta para ser capaz de criar meninos que respeitem as mulheres do futuro. Veja esses pontos essenciais:

1. Seu filho pode e deve chorar quando sentir vontade

Engolir o choro é criar uma ferida emocional dentro do seu filho. Meninos choram sim, pois nascem com os mesmos sentimentos que as meninas, e esses sentimentos servem para ser expressados.

Permita que seu filho chore quando se sentir triste, magoado, frustrado, com raiva ou até muito feliz, emocionado. Ele deve saber que não será visto como fraco por chorar. Pelo contrário, ensine-o que chorar é uma forma de expressar emoções e que isso é normal.

2. Ensine seu filho a respeitar todas as pessoas

É claro que, para desconstruir o machismo, é preciso focar em curar uma ferida de cada vez. Então, ensine seu filho a respeitar as mulheres de todas as idades, desde as idosas até as crianças mais novas do que ele.

ADs

Mas, sobretudo, ensine seu filho a respeitar todas as pessoas para que, conforme ele for crescendo, entenda que não há diferença na forma como deve respeitar um homem ou uma mulher.

3. Deixe seu filho brincar do que ele quiser

Os pais machistas acreditam que, se deixarem seus filhos meninos brincarem com bonecas, de casinha e de comidinha, eles vão se tornar afeminados. Bem, não faltam exemplos, no mundo inteiro, de que esse pensamento é apenas uma lamentável construção social.

Se quiser que o seu filho aprenda a respeitar as mulheres, deixe que ele se sinta livre para brincar do que quiser, para se vestir como quiser e escolher as cores que quiser. Ele vai aprender a enxergar o mundo por uma perspectiva de igualdade, não de segregação.

4. Ensine seu filho a fazer tarefas domésticas

Aprender a fazer tarefas domésticas não serve para “ajudar a mulher em casa”, mas sim para seu filho se tornar uma pessoa independente, higiênica e organizada. Ensine-o, desde cedo, a cuidar das próprias coisas, a preparar seus lanches, a varrer e passar pano na casa, a arrumar a cama.

ADs

Quando ele começar a se relacionar com alguém, entenderá que a vida a dois é uma colaboração constante, e não uma dependência. Ele terá relacionamentos (afetivos e de amizade) mais saudáveis por isso.

5. Dê o exemplo dentro e fora de casa

Muitas pessoas já se deram conta de que o machismo é completamente prejudicial para o desenvolvimento humano, e também desnecessário. Querem ensinar valores mais consistentes aos filhos, mas como foram criadas em lares machistas, acabam tendo atitudes machistas sem nem perceber.

Então, comece a se policiar antes de dizer certas coisas, mesmo quando não estiver na presença do seu filho, mas principalmente na presença dele. Evite frases como:

  • Parece uma mulherzinha
  • Faz isso como homem
  • Isso é coisa pra homem fazer
  • Isso é coisa de mulher
  • Mulher só sabe chorar
  • Anda que nem homem
  • Fala que nem homem
  • Você até que é bem inteligente para uma mulher
  • Mulher no volante, perigo constante
  • Mulher que diz ‘não’ para mim está só se fazendo de difícil
  • Mulheres só querem casar com homem rico e com um bom carro
  • É melhor você chamar um homem para te ajudar com isso
  • Você é menina, não pode jogar futebol

ADs