Como Funciona o Congelamento de Óvulos

0
352

O congelamento de óvulos está super em alta nos dias atuais e muitas mulheres que já decidiram adiar a maternidade estão se prevenindo e congelando os seus para que no futuro possam se realizar como mães.

Muitas mulheres estão adiando a maternidade por vários motivos. Seja por não ter encontrado a pessoa certa para construir uma família, por não se sentir preparada para criar uma criança, por motivo de saúde ou por querer ter estabilidade financeira, sendo que, ter filhos depois dos 40 ou até mesmo dos 50 não é fácil, mas graças a ciência as mulheres podem congelar seus óvulos.

Mesmo tendo passado da idade de engravidar, porém, antes de congelar os óvulos é importante conhecer mais como isso funciona.

O que o congelamento de Óvulos

São muitas as causas que levam as mulheres a congelar os óvulos.

As mais indicadas para investir nessa técnica são aquelas que desejam preservar sua fertilidade.

Esta pode ser comprometida por algum problema de saúde, ou seja, mulheres que enfrentam ou já tiveram câncer e em algum momento da vida e precisaram se submeter a tratamentos fortes como quimioterapia e também mulheres que tem histórico de menopausa precoce na família.

Riscos

Por ser um procedimento ainda novo, tendo menos de vinte anos de existência e apenas de 15 anos que começou no Brasil. O congelamento de óvulos pode não ter o resultado esperado.

Os maiores riscos são: complicações na cirurgia para a retirada dos óvulos, que a fertilização pode dar errado ou que ocorra a síndrome de hiperestimulação.

Isto acontece quando os óvulos respondem de forma exagerada a aplicação de hormônios produzindo uma quantidade de óvulos bem maior que o esperado.

Sem falar que as gestantes com mais idade tem mais facilidade de desenvolver diabetes gestacional e pressão alta.

Como Acontece todo o Processo de Congelamento dos Óvulos e Fertilização – Passo a passo

A mulher toma hormônios para induzir a ovulação, em média serão produzidos de 15 a 20 óvulos.

Quando a mulher está ovulando é feita uma punção aspirativa transvaginal para a coletagem dos óvulos.

Esse processo é feito, em um hospital, com anestesia, mas não tem corte e dura cerca de 15 minutos.

Os óvulos retirados são colocados de imediato no nitrogênio líquido a menos de 196ºC.

Quando a mulher decidir engravidar os óvulos são descongelados e é feita uma fertilização in vitro.

Acontece da seguinte forma: através de uma injeção os espermatozoides colhidos do companheiro são colocados dentro do óvulo.

Espera-se formar os embriões no laboratório, após alguns dias, são escolhidos os embriões de melhor qualidade e colocados dentro da mulher.

Com o congelamento dos ovários a mulher tem 40% de chance de engravidar.

O bebê tem as mesmas chances de nascer com saúde como o de uma gravidez natural, quando ao custo do tratamento completo fica em torno de 15 mil reais, mas pode variar.