Cor das fezes do bebê: saiba quando significa algum problema de saúde

0
410
cor das fezes
Crédito: Freepik

Em crianças e adultos, quando ocorre uma mudança brusca na cor das fezes, bem como na sua consistência, pode ser um sintoma de problema de saúde.

Muitas doenças que afetam especialmente o sistema gastrointestinal trazem essas alterações nas fezes como sinal de alerta. No caso da cor das fezes do bebê, os pais devem estar atentos por causa da fragilidade da saúde do filho, permitindo que busquem ajuda do pediatra logo que notarem a diferença.

Nem sempre a mudança na cor do cocô do bebê é um problema, por isso mesmo que é importante saber identificar o que cada coloração, consistência e quantidade representam.

Significado de cada cor das fezes do bebê

significado da cor das fezes
Crédito: Freepik

O cocô do bebê pode apresentar coloração verde, amarela, branca, vermelha ou marrom-escura. Veja o que cada cor traz de informação sobre a saúde do bebê.

Cor das fezes esverdeada

Essa é uma tonalidade comum que o cocô do bebê apresenta na primeira semana de vida, quando o organismo está se adaptando às novidades e ao leite materno. Mas também existe a possibilidade de que seja alguma infecção ou intolerância a algum alimento na fase de introdução de sólidos ou uso de remédios. Por isso é importante consultar o pediatra para tirar a dúvida.

Fezes amarelas

A cor amarela no cocô do bebê é normal quando ele recebe aleitamento exclusivo do peito. Só deve ser preocupante quando se trata de diarreia ou quando essa cor amarela ocorre após a introdução alimentar. Mas se o bebê recebe apenas leite materno e as fezes estiverem apenas pastosas, é normal.

Fezes brancas

Fezes brancas não são normais. É importante consultar o pediatra, pois existe o risco de ser algum problema na falta de produção da bile pelo fígado, causando dificuldade na digestão das gorduras da alimentação que são as responsáveis pelas fezes mais escuras.

Fezes vermelhas

Quando a cor das fezes do bebê é avermelhada pode ser preocupante ou não. Se ele já estiver comendo alimentos como beterraba, amora e feijão, é normal essa mudança de cor devido à forte coloração desses alimentos. Porém, vale a pena perguntar ao pediatra, em especial se o bebê estiver apresentando sintomas de mal-estar, pois pode ser sinal de algum problema intestinal que esteja causando sangramento.

Cor das fezes marrom-escuras

Quando o bebê ingere muito ferro é comum causar o escurecimento das fezes. Mas se o cocô estiver com uma textura anormal e uma cor bem mais forte do que o normal, pode ser um sinal de problema no intestino. Além disso, se a mãe estiver amamentando e o bebê machucar o bico do peito, causando sangramento, ele poderá ingerir esse sangue, resultando em fezes mais escuras.

Como saber se a quantidade do cocô do bebê é normal?

como saber se a cor das fezes está normal
Crédito: Freepik

Além de prestar atenção na cor das fezes do bebê é importante verificar também a quantidade que ele faz por dia para ajudar num possível diagnóstico. A quantidade pode variar de acordo com a idade do bebê e com o que ele se alimenta. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, de modo geral, os bebês evacuam após cada refeição, o que representa um intestino regulado.

Quando o bebê é alimentado apenas com leite materno, no início ele vai fazer cocô depois de cada mamada. Mas com o passar do tempo e a maturação do leite, essa frequência tende a diminuir.

Se os pais notarem que o bebê está fazendo cocô mais vezes ao dia do que é o esperado (depois de cada refeição) ou se essa frequência diminuiu muito de forma repentina, precisam consultar o pediatra para saber se há algum problema a ser tratado. Mesmo que não tenha qualquer problema é sempre melhor prevenir.

Como identificar a consistência normal das fezes do bebê?

Os bebês fazem um cocô pastoso e essa é considerada a consistência normal. Porém, quando a alimentação do bebê é feita com leite em pó é normal que as fezes sejam mais consistentes ou apareçam em pequenos grumos. Isso porque o leite ou a fórmula são mais difíceis de digerir.

Prisão de ventre

Quando os pais suspeitam que o bebê está com prisão de ventre, além de não evacuar na quantidade necessária, as fezes aparecem em menor quantidade por vez e são pequenas bolinhas endurecidas. Também deverão prestar atenção se há pequenas rachaduras no ânus e endurecido da barriga.

Veja também: como ajudar o bebê com prisão de ventre

Diarreia

Já a diarreia é caracterizada por vezes bem moles ou líquidas alternando o líquido com pequenos grumos pastosos. A diarreia também ocorre mais vezes ao dia do que o normal e em quantidades variadas. Pode ser sinal de infecção ou alergia a algum alimento. Nesse caso também é comum que o bebê tenha outros sintomas, como febre, muito choro e vômito. É importante manter o bebê muito hidratado com água e levá-lo ao pediatra.