Corrimento branco na gravidez: o que pode ser?

0
1744

Durante a gravidez o nosso corpo transforma-se e podem acontecer situações como o corrimento branco. Quando a mulher fica grávida ela tem nove meses pela frente para se cuidar e ficar atenta a tudo o que acontece com o seu corpo e com o desenvolvimento do bebê.

Com o passar das semanas podem ocorrer imprevistos que preocupam as mães, especialmente as de primeira viagem, como um corrimento branco.

Corrimento vaginal é o nome que se dá a qualquer secreção de líquidos pela vagina.

Corrimento branco na gravidez o que pode ser?

O corrimento é uma situação muito comum e na grande maioria dos casos não está relacionado a problemas de saúde.

O corrimento vaginal que ocorre durante a gravidez se chama corrimento vaginal fisiológico que é estimulado pelo hormônio estrogênio e pode ser aumentado durante a gestação por causa da estimulação de hormônios que ocorre nesse período.

O corrimento vaginal comum é branco, leitoso ou transparente, espesso e com cheiro fraco. Para identificar o corrimento fisiológico é preciso ter atenção na ausência de sintomas como: coceira na vagina, vermelhidão, ardência, dor ou irritação. Se houver qualquer um desses sinais, quer dizer que o corrimento na gravidez é devido a algum problema de saúde.

O corrimento costuma aumentar conforme a gravidez avança, porque, ele tem a função de lubrificar, umedecer e manter a vagina limpa, impedindo que ocorram inflamações e infecções.

Dicas para evitar a contaminação do corrimento vaginal

  • Use sabonetes neutros e fique longe de sabonetes bactericidas ou perfumados;
  • Durante a higienização não precisa lavar dentro da vagina;
  • Nunca faça ducha vaginal, principalmente na gravidez;
  • Use calças largas ou saias;
  • Não utilize absorventes internos.

Outros corrimentos na gravidez

Mulheres grávidas podem apresentar outros corrimentos vaginais durante a gravidez, além do corrimento fisiológico. Entre eles estão a perda do tampão mucoso, sangramentos, corrimentos patológicos e rompimento da bolsa. É fundamental saber as características de cada um para saber reconhecê-los.

Perda do tampão mucoso – Durante a gravidez, as secreções naturais produzidas pela vagina se depositam no colo do útero, tampando-o para evitar o contato com o exterior. Essa substância acumulada se chama tampão mucoso e seu objetivo é impedir que bactérias da vagina tenham acesso ao útero. O tampão cai quando a gravidez chega ao final.

Sangramentos – Qualquer corrimento que pareça sangramento deve ser cuidado, porque pode indicar que alguma coisa de errado está acontecendo na gravidez, mas também pode não ser nada de grave.

Corrimentos patológicos – Corrimentos diferentes do corrimento fisiológico devem ser examinados pelo obstetra, pois, pode estar ocorrendo uma infecção ginecológica.

Rompimento da bolsa – O rompimento da bolsa acontece no início do trabalho de parto e provoca uma grande drenagem de líquido pela vagina.