Corrimento transparente ou branco durante a gravidez é normal?

Entenda o que é e se há risco no corrimento branco durante a gravidez

0
51611
É normal ter corrimento durante a gravidez?

Ter secreção, o famoso corrimento ou leucorreia, é absolutamente comum em gestantes, mas alguns pontos devem ser observados.

A leucorreia acontece em todas as fases da mulher, mas com características diferentes para cada caso. A Drª Juliana Amato, obstetra especialista em reprodução assistida, afirma que por mais que ela seja normal, pode estar associada a alguma infecção interna.

Neste artigo, vamos falar sobre o mais comum em gestantes, o corrimento branco.

Corrimento branco em gestantes é perigoso?

Algumas características do corrimento indicam a presença de agentes nocivos ou não, lembrando sempre que durante a gestação, a mulher produz muito mais secreção, dadas as mudanças pelas quais seu corpo está passando.

Causas do corrimento branco durante a gravidez

Segundo a Drª Amato, um corrimento sem cheiro, em quantidade comum e que não coce ou irrite, é absolutamente comum. Ele pode ser incolor ou branco.

Porém, se estiver com aspecto talhado, como se fossem pequenos grumos, com mal cheiro, coceira, amarelado ou acinzentado, a gestante deve procurar orientação médica imediatamente, pois são sinais de infecção vaginal e devem ser tratados.

Essas infecções podem ser causadas por fungos ou bactérias, que devem ser eliminados o quanto antes para evitar problemas durante a gestação como por exemplo, um parto prematuro.

Como evitar

A Drª Amato dá alguns conselhos para quem quer ficar longe de corrimentos infectados durante a gravidez, acompanhe:

  • Procure se alimentar de forma balanceada;
  • Evite ao máximo ingerir doces;
  • Não use shorts e calças apertadas;
  • Se estiver na praia ou piscina, evite ficar com a roupa de banho molhada por um longo período;
  • Opte por roupas de algodão e não sintéticas, para que a pele possa respirar;
  • Não fume – por muitos motivos além desse.

Tratamento de corrimento anormal durante a gravidez

Na presença de corrimentos, É fundamental buscar o apoio de um médico para evitar erros e incidentes

A primeira coisa a fazer, sempre, é procurar a orientação do seu obstetra para avaliar o melhor tratamento para seu caso específico. A receita que funcionou para sua amiga pode não funcionar com você e até mesmo prejudicar o bebê.

O obstetra irá perguntar sobre o cheiro, a cor, intensidade, ardor ou coceira. Possivelmente, ele fará uma coleta para exame e irá prescrever medicamentos orais ou pomadas para resolver o problema.

Lembre-se! Automedicar-se não só pode não resolver como pode fazer mal ao seu bebê. Então procure seu médico e se cuide!

Gostou da dica? Compartilhe!