Danos do Tabaco na Gravidez

0
27

Quando a mulher engravida deve ter consciência que precisa cuidar da vida da criança que cresce dentro dela, porém, um vício pode ser maior que o amor de mãe, por isso, a maioria das mulheres viciadas não conseguem deixar o cigarro durante a gravidez.

Ver uma grávida fumando é algo inacreditável, porém, por incrível que pareça isso ainda acontece muito, pois, mas de 80% das mulheres fumantes que engravidam não conseguem largar o vício durante a gestação, o que acaba causando grandes danos aos bebês.

Parte da culpa das gestantes não largarem o cigarro se deve a falta de incentivo e políticas anti fumo, pois, é importante orientar os profissionais de saúde para que eles alertem as gestantes dos riscos do fumo durante a gravidez e também quando o bebê nasce.

Quais os Danos do Tabaco na Gravidez ?

Os danos começam na barriga levando em conta que o bebê compartilha da circulação sanguínea da mãe, ou seja, o bebê de uma mãe fumante fica exposto à nicotina, substância muito perigosa para o desenvolvimento e crescimento da criança.

A nicotina diminui o calibre das artérias responsáveis por levar nutrientes e oxigênio ao feto, favorece o desenvolvimento de problemas respiratórios e digestivos, além de poder causar malformação congênita como lábio leporino.

Mesmo depois do nascimento as mães não largam o cigarro, pois, recorrem ao tabagismo para recuperar a forma, já que, o tabaco inibe o apetite colaborando para o emagrecimento, porém, o cigarro, além de trazer muitos malefícios para as mulheres no pós-parto, também traz muitos problemas para o bebê que é exposto à nicotina por meio do leite materno, podendo causar na criança diminuição da capacidade pulmonar, doenças respiratórias, infecções nas vias aéreas e risco de morte súbita.

O que pode ser feito para a grávida largar o cigarro

Procurar um grupo de apoio.

Abrir o jogo e pedir o apoio do parceiro e de familiares.

Buscar ajuda psicológica para conhecer o porquê do vício tratando ansiedade e estresse que podem ser a origem do problema.

Procurar seu obstetra para avaliar o grau do vício e indicar um tratamento.

Mulheres viciadas em cigarro que se casam ou decidem ter filhos devem tentar abandonar o tabagismo antes de engravidar, levando em conta que, os melhores métodos para combater o fumo é através de medicamentos que são proibidos para mulheres grávidas.

Grávidas fumantes que descobrem depois de um tempo que esperam um filho não precisam entrar em pânico porque os riscos do cigarro ao bebê são acumulativos, dependendo assim da quantidade de cigarro, mas, é importante largar o cigarro assim que descobrir a gravidez, e também informar ao médico sobre o vício.