O que podemos aprender com o desabafo sobre a ausência paterna

0
1204

Por mais evoluída que seja a sociedade brasileira, o tema da ausência paterna permanece tabu. Infelizmente, o número de pais que abandonam seus filhos depois de uma separação continua sendo muito elevado. Por essa razão é que o relato de Jéssika Lima, sobre a sua situação familiar, soube ir de encontro ao coração de muitas mulheres. A maior lição que podemos tirar de suas palavras é muito simples: “Quando se sai de um casamento e se tem filhos, os homens deveriam lembrar que existe ex-mulher SIM, ex-filho NUNCA!”.

Um filho é para toda a vida

O sucesso do testemunho da mãe da pequena Izadora tem uma triste razão. Demasiadas mulheres se identificaram com as preocupações dessa jovem mãe. Um casamento não tem de ser para sempre. Mas o nascimento de um filho é uma grande responsabilidade e um vínculo criado para toda a vida.

O post teve milhares de compartilhamentos e curtidas. Não é impressionante como um simples desabafo de mãe atinge tamanha proporção na internet? Mas chocante mesmo é pensar no número elevado de mulheres que manifestaram conhecer bem essa realidade e se solidarizaram com o desgosto da pequena Izadora.

Abandono paterno prejudica a estabilidade emocional das crianças

Ser pai em tempo parcial é complicado? Imagine ser mãe a tempo integral! E esse é o foco das duras críticas que Jéssika tece ao progenitor de sua filha. Pagar pensão todos os meses não chega! Pior ainda é não saber quando (nem com quanto) poder contar com esse apoio, tão necessário para poder alimentar e cuidar da sua filha.

Relacionado: Auxílio alimentação começa valer na gravidez

Ser pai em dias especiais e ir na festa da escola também parece fácil. Já lidar com doença, birras e preocupações é outra complicação.

Mas o que motivou a iniciativa dessa mãe desesperada não foi só a sobrecarga, mas sim o desgosto de sua filha.

Ter de lidar com a tristeza estampada nos olhos da menina e amparar o baque sempre que o ex-marido falta a algum compromisso é algo pelo qual nenhuma mãe deveria ter de passar.

Cansada desse jogo de expectativas, do qual sua filhota sai quase sempre perdedora, essa mãe disse “basta!”. E em um momento de coragem decidiu expor a conduta do pai de sua filha. Um testemunho difícil que conquistou a internet e que terá dado força a outras mulheres.

Quer saber mais sobre abandono paterno:

Compartilhe essa história e ajude outras mães.