Conheça as fases do crescimento e desenvolvimento infantil

0
3683
desenvolvimento infantil
Crédito: Freepik

Só quem tem crianças em casa sabe como é acompanhar de perto o desenvolvimento infantil. Mas muitos pais desconhecem quais são as etapas desse desenvolvimento, sem saber o que esperar que o filho aprenda em cada idade.

Entender o desenvolvimento das crianças é essencial para poder ajudá-las a evoluir de forma consistente, no tempo delas, sem forçar nem deixar de estimular por falta de conhecimento.

O que é o desenvolvimento infantil?

O desenvolvimento infantil é um processo natural que todas as crianças vivem, desde o momento do nascimento até por volta dos 6 anos de idade.

Não quer dizer que ele acaba nessa idade, pois a criança continua sendo criança e a desenvolver suas habilidades.

Entretanto, existem marcos importantes ao longo desse período que vão permitir aos pequenos lidarem melhor com o que aprenderem a partir dos 7 anos de idade.

Tipos de desenvolvimento infantil

tipos de desenvolvimento infantil
Crédito: Freepik

Para compreender melhor o desenvolvimento das crianças é importante que os pais conheçam quais são os tipos de desenvolvimento que precisam ajudar os filhos a conquistarem.

Desenvolvimento físico

Esse desenvolvimento é relacionado a capacidades físicas, como movimentos dos membros, se virar, se arrastar, engatinhar, dar os primeiros passos, segurar as coisas com firmeza, depois andar, correr, pular, se equilibrar, além de desenhar e escrever com uma boa coordenação motora.

Desenvolvimento cognitivo

Esse é o desenvolvimento cerebral na sua capacidade de processar informações e absorver conhecimento variado. Envolve o pensamento, o raciocínio, a linguagem, a memória, a atenção e a resolução de problemas.

A maior parte das crianças já nasce com todas essas habilidades, mas é necessário desenvolvê-las ao longo da infância.

Desenvolvimento social

Quando a criança começa a se comunicar, seja pela fala, gestos ou desenhos, ela começa a interagir socialmente com as pessoas do seu círculo familiar e de amigos da família.

Portanto, o desenvolvimento social está intimamente ligado com os outros tipos de desenvolvimento que vão permitir à criança conseguir se comunicar.

Desenvolvimento afetivo

Desenvolver as emoções desde cedo, de forma positiva e equilibrada, vai beneficiar a vida da criança até quando ela se tornar uma pessoa idosa.

É na primeira infância que as crianças mais aprendem com o exemplo dos pais, que muitas vezes não possuem uma boa inteligência emocional e acabam por transmitir valores afetivos errados aos filhos, e que serão levados por toda a vida.

Além de demonstrar todos os sentimentos, os pais também devem falar sobre eles com os filhos para que não se tornem crianças medrosas ou reprimidas, pois isso pode afetar outras áreas do desenvolvimento infantil.

Fatores que contribuem para um bom desenvolvimento infantil

Estar cercado por pessoas cuidadosas, amorosas e atenciosas é essencial para que a criança tenha um bom desenvolvimento.

Também é importante que seus pais ou cuidadores sejam esclarecidos sobre todas as etapas do desenvolvimento e também sobre quais são os fatores que contribuem para a evolução diária da criança, que são:

Hereditariedade

É preciso considerar as características do desenvolvimento dos pais para saber que cada criança é única e tem o seu tempo.

Por exemplo, se os pais começaram a falar ou a andar mais tarde, existe a chance de acontecer o mesmo com o filho, por isso, não adianta forçar, apenas manter bons estímulos no dia a dia.

Nutrição

A alimentação da criança deve ser cuidada não apenas para ela crescer e não ficar doente, mas também para promover o seu bom desenvolvimento em todos os sentidos.

Por isso que é tão importante oferece à criança alimentos de boa qualidade, naturais e orgânicos, na quantidade adequada, visando prover todos os nutrientes que o corpo dela precisa para continuar evoluindo.

Ambiente

O meio em que a criança vive é extremamente importante para estimular o seu desenvolvimento.

Ela vai aprender o que as pessoas mais próximas a ensinarem, portanto, são os pais e cuidadores que devem se autoeducar e buscar conhecimento sobre aspectos gerais da vida para dar o bom exemplo e saber responder todas as perguntas da criança de forma adequada.

Marcos do desenvolvimento

marcos do desenvolvimento infantil
Crédito: Freepik

Agora que já sabe quais são os tipos de desenvolvimento infantis e quais são os fatores que influenciam na sua qualidade, é importante saber o que esperar da criança em cada etapa do seu crescimento.

Tenha em mente que cada criança é única e nem sempre vai corresponder às expectativas, mas mesmo assim é bom ter uma base para saber se ela está indo bem ou se necessita de apoio profissional.

No nascimento

  • Chora quando é perturbado ou sente desconfortos;
  • Dorme a maior parte do tempo;
  • Suga com a boca com frequência.

4 semanas

  • É capaz de focar em um rosto;
  • Leva as mãos aos olhos e à boca;
  • Move a cabeça de um lado para o outro quando deitado;
  • Pode se virar na direção de vozes e sons familiares;
  • Responde aos sons do ambiente (levando sustos, chorando etc.);
  • Segue um objeto em movimento em frente ao rosto com o olhar.

6 semanas

  • Fica deitado sobre a barriga;
  • Observa objetos dentro do seu campo de visão;
  • Passa a sorrir quando falam com ele.

3 meses

  • Abre e fecha as mãozinhas;
  • Começa a balbuciar, emitindo sons semelhantes à fala;
  • Consegue manter a cabeça firme quando está sentado;
  • Eleva a cabeça a 45 graus quando deitado de bruços;
  • Faz força com os pés quando é colocado sob uma superfície plana;
  • Movimenta-se para alcançar brinquedos suspensos;
  • Observa rostos atentamente;
  • Segue, com o olhar, um objeto na frente do seu rosto, balançando a cabeça de um lado para o outro;
  • Sorri ao ouvir a vozes familiares.

5 e 6 meses

  • Ao sentir prazer, expressa por meio de gritinhos;
  • Balbucia para brinquedos;
  • Consegue se sentar com apoio;
  • Mantém a cabeça firme quando está de pé;
  • Presta bastante atenção às vozes;
  • Reconhece pessoas à distância;
  • Rola o corpo em um sentido, geralmente da posição deitado de bruços para deitado de costas;
  • Sorri espontaneamente;
  • Tenta alcançar objetos.

7 meses

  • Balbucia combinando vogais e consoantes;
  • Consegue se sentar sem apoio;
  • Passa objetos de uma mão para a outra;
  • Procura objetos que caíram;
  • Responde à brincadeira do “cadê o bebê?”;
  • Responde ao próprio nome;
  • Segura a mamadeira;
  • Sustenta parte do seu peso corporal quando mantido de pé.

9 meses

  • A partir da posição de bruços, consegue se sentar;
  • Consegue ficar de pé se apoiando em algo ou alguém;
  • Consegue se colocar de pé;
  • Consegue se sentar bem;
  • Diz “mama” e “papa”;
  • Engatinha ou se mantém sobre os pés e as mãos;
  • Responde quando os brinquedos são tirados dele;
  • Tenta pegar brinquedos que estão longe do seu alcance.

12 meses

  • Aprende a beber em copo;
  • Bate palminhas e dá tchau;
  • Consegue andar se apoiando em móveis ou segurando a mão de pessoas;
  • Consegue falar algumas palavras;
  • Diz “mama” e “papa” para as pessoas corretas;
  • Fica em pé por poucos momentos de cada vez;
  • Pode dar um ou dois passos sem apoio.

18 meses

  • Anda bem;
  • Consegue comer algumas coisas sozinho;
  • Consegue subir escadas se apoiando;
  • Desenha uma linha vertical;
  • Fala cerca de 10 palavras;
  • Faz uma torre com 4 cubos;
  • Puxa brinquedos em cordas;
  • Vira várias páginas de um livro ao mesmo tempo.

2 anos

  • Faz uma torre com 7 cubos;
  • Forma frases com 2 ou 3 palavras;
  • Manuseia bem talheres;
  • Sobe em móveis;
  • Tem coordenação motora o suficiente para correr bem;
  • Vira páginas individuais dos livros.

2,5 anos

  • Abre portas;
  • Consegue vestir roupas simples sozinho;
  • Fala quando precisa ir ao banheiro;
  • Faz rabiscos em padrão circular;
  • Salta;
  • Sobre e desce escadas sem ajuda.

3 anos

  • Anda de velocípede;
  • Consegue comer sozinho;
  • Consegue se vestir sozinho, mas ainda não sabe fechar os botões ou amarrar cadarços;
  • Conta até 10 e usa plurais;
  • Copia um círculo;
  • Faz perguntas constantemente;
  • Pode já conseguir usar o banheiro sozinho;
  • Possui boa coordenação motora para andar bem;
  • Prefere usar uma mão à outra;
  • Reconhece pelo menos 3 cores.

4 anos

  • Consegue lançar bolas;
  • Consegue se vestir;
  • Copia uma cruz;
  • Lava as mãos e o rosto;
  • Salta sobre um pé;
  • Sobe e desce as escadas alternando os pés.

5 anos

  • Conhece 4 cores;
  • Consegue se vestir e se despir sem ajuda;
  • Copia um triângulo;
  • Desenha uma pessoa em 6 partes;
  • Pega uma bola arremessada;
  • Pula.

6 anos

  • Anda em linha reta usando toda a superfície do pé.
  • Escreve seu próprio nome.