Entenda porque você não deve e nem pode “comer por dois” na gestação

Você vai sentir mais fome, mas o exagero pode prejudicar sua saúde e a do bebê

0
9846

Existe uma máxima repetida de maneira exaustiva para a mulheres grávidas: “você deve comer por dois”. Essa crença infundada pode prejudicar a saúde da mãe e do bebê porque o aumento de calorias na gestação deve ser adequado e não aumentado.

É natural o aumento da fome durante o período da gestação. O corpo da mulher trabalha a todo vapor para a formação de um bebê e, claro, isso vai exigir mais calorias. E para saber se o que come é adequado, a primeira coisa é procurar um médico. A orientação para a alimentação está entre as principais orientações do pré-natal.

Muita gente não sabe, mas a gestação impõe um limite máximo de 350 calorias diárias na alimentação.

Quando essa quantidade é excedida, há possibilidade de aumento de risco de diabetes e hipertensão, levando, até, a quadros de pré-eclâmpsia.

Uma regra simples impõe que a mulher pode engordar entre 9 e 13 quilos na gravidez. O peso extra corresponde ao bebê, à placenta e aos líquidos adicionais que dão suporte ao feto. Parte desse peso será eliminado no parto e o restante durante a amamentação.

As mulheres que engordam além do recomendável também podem passar por quadros de obesidade por terem mais dificuldade em voltar ao peso anterior à gestação.

É normal sentir muita fome?

Claro! As transformações são hormonais e metabólicas e o apetite é a mensagem oferecida pelo corpo para dizer que é preciso compensar o trabalho extra do organismo.

Algumas mulheres sentem ainda mais fome porque um dos efeitos da gestação é o aumento da produção de peptídeos, o que interfere diretamente na sensação de saciedade.
Também há o aumento da sensação de fome porque o crescimento do útero pressiona os órgãos internos, como o intestino e o estômago. Com pouco espaço, a ingestão de alimentos fica limitada, e a saciedade prejudicada.

Como amenizar o problema sem sofrer?

Pequenas refeições distribuídas ao longo do dia ajudam a manter o organismo saciado sem sobrecarrega-lo.

O ideal é fazer intervalos regulares, de até 3 horas, e não dar a chance de sentir fome. Assim, aquele exagero para compensar é evitado.

Como evitar as armadilhas e o excesso de peso?

  • Substitua doces por frutas e gelatinas;
  • Prefira os grelhados e fique longe de frituras e assados;
  • Acrescente grãos, verduras e legumes à dieta;
  • Tente reduzir a ingestão de carnes vermelhas;
  • Risque os petiscos, como salgadinhos industrializados, da dieta;
  • Prefira alimentos que não contenham sódio e açúcares.

E o que fazer quando bater aquela fome fora de hora?

  • Tenha à mão uma fruta fácil de descascar ou que pode ser consumida com a casca (banana ou maçã);
  • Comece a carregar iogurte naturais;
  • Tenha à mão cereais e frutas secas;
  • Mantenha-se hidratada;
  • Prepare saladinhas de frutas e guarde em potinhos.

Relacionado: 10 alimentos que devem ser evitados durante a gestação

Essa dica foi útil? Então partilhe!