Dicas para ser um pai de verdade e com todo o coração

Seja o mundo da pessoa que mudou a sua vida e seja um pai de verdade e de coração

0
3881

Como ficar bem com a pessoa que será uma extensão de você? Pais também são protagonistas, são agentes ativos e estão lá para o que der e vier.

Não existe receita de pai, mas a partilha de experiências ajuda a aproveitar a oportunidade que é criar uma pessoa para o mundo.

Participar sempre

O primeiro passo é ter iniciativa. Essa é a chave para dividir as responsabilidades com a mãe e dar o bebê o que ele precisa e merece.

Sabe aquela situação em que o bebê chora e a mãe corre para tirar dos seus braços resolvendo o problema? Não deixe que se torne uma rotina.

Se ela consegue, você também vai conseguir, esteja certo

Agora, não precisa ficar dando murro em ponta de faca. Quando chegar ao seu limite, respeite e peça ajuda se achar que é preciso.

Busque mais

Todos dizem que ser mãe é um dom natural. Esteja certo de que ela aprendeu de alguma forma a fazer o que faz. Isso quer dizer que você também pode, mas para conseguir é preciso tentar.

Confie mais em você

Você e a mãe do bebê não precisam gostar dos mesmos tipos de atividades. Quando se trata de cuidar dele, você também poderá exercer o que gosta.

Ensine os filhos a correr, jogar futebol, gastar muita energia. Se isso te faz bem, faça. Claro que você, como pai, diante da pessoa que mais ama vai garantir a segurança do seu filho.

Abra um canal de amizade

Isso mesmo. Esteja aberto ao seu filho, não só como um pai, mas como um amigo. Seja aquela pessoa com quem ele pode contar e ter a certeza da atenção que merece.

Não importa a idade dele, quando houver esse canal de comunicação, virão as perguntas, as explicações, as histórias. E esteja atento, tudo o que você disser será muito importante para ele.

Nessa peça, todos são protagonistas

O pai é o pai e a mãe é a mãe. Não existe mais nessa história, nem dois pesos e duas medidas. Agora que vocês são os responsáveis por alguém, tudo é dividido: tarefas, carinho, deveres, amor, expectativas, planos diversos e suas vidas.

Esteja com ele sempre

Procure saber tudo o que puder sobre o seu pequeno. Tudo. O que gosta e como gosta, seus limites e virtudes.

É assim que vai ajudar a construir seu caráter e dar a segurança que ele precisa para enfrentar a vida.

A mãe é sua parceira nessa jornada

Reconheça o papel dela e demonstre respeito. Seu filho vai imitar e admirar esse comportamento.

Não sublime o que acredita estar errado

Discuta com a mãe o que acredita ser o melhor em relação à saúde, educação e bem estar do seu filho.

Exerça seus direitos

O filho é dos dois, mas nem sempre os pais estão juntos. Isso quer dizer que você precisa conhecer seus direitos e deveres em relação à criação do seu pequeno.

Há diversos modelos de guarda e isso deve ser discutido e não imposto por apenas uma das partes.

Relacionado: 10 maneiras de o pai participar dos cuidados nos primeiros meses do bebê