Dormir com o bebê na cama dos pais: tem problema?

Depende; entenda quando e como dividir a cama com um bebê

0
7227

A cama compartilhada com o bebê integra um movimento que prega maior acesso emocional à criança, mais segurança e facilidade para amamentação.

Essa prática necessita de cuidados, para evitar acidentes

Os médicos alertam para a possibilidade de morte súbita e até sufocamento do bebê.

Também não é saudável para o bebê dividir a cama com pais fumantes, ainda que eles não fumem no mesmo quarto.

Também há perigo para essa ação quando um ou ambos os pais são obesos, usam substâncias para dormir, drogas e álcool. É que, nessas condições, o sono pode ficar muito pesado e isto representa perigo para os bebês.

Isso não quer dizer que dormir na mesma cama não funcione para todas as famílias. Na dúvida, é melhor atender ao instinto, consultar um médico e garantir a segurança de todos.

E como facilitar o vínculo? Tente manter o bebê no mesmo quarto, mas use um berço ou um cesto. Ele ficará próximo e em segurança.

Relacionado: Entenda a teoria do apego

Agora, se quiser manter na mesma cama, preste atenção a essas dicas:

1. O bebê não deve ser deixado sozinho na mesma cama;

2. Use um berço ou cesto para as sonecas diárias;

3. A posição correta para o bebê dormir é de barriga para cima;

4. Evite pijamas largos e com adornos, como fitas e cordões;

5. Não utilize bijuterias;

6. Crianças pequenas, menores de 1 ano, não devem compartilhar a cama com o bebê;

7. Dê preferência a um colchão simples, plano e antialérgico;

8. Cuidado com a altura da cama e afaste quaisquer objetos que possam cair sobre ela;

9. Prenda muito bem o lençol e não deixe o bebê “mergulhado” em travesseiros e edredons;

10. Mantenha móveis próximos afastados, e o mesmo vale para luminárias;

11. O calor será maior, por isso, cuidado para não exagerar nos agasalhos do bebê.

Pontos positivos em compartilhar a cama com o bebê

Essa é uma forma de fortalecer os vínculos, além de facilitar a amamentação. É puro carinho, ajuda a manter o bebê perto depois de um dia inteiro de separação, no caso dos pais que trabalham.

Pontos a serem considerados

Quanto à amamentação, compartilhar a cama ajuda a manter livre demanda. Algumas crianças podem acordar mais vezes porque têm o seio da mãe à disposição. Também pode haver dificuldades para desmamar.

Alguns casais sentirão dificuldade no relacionamento porque não estarão mais sozinhos. Isso significa que os pais terão que planejar como ficará a rotina sexual a partir da decisão de colocar a criança na mesma cama.

Essa é uma decisão conjunta em que prós e contras devem ser avaliados com maturidade e seriedade pelo casal.