Dúvidas que toda gestante enfrenta durante a gravidez

É comum que toda futura mamãe sinta medo do desconhecido

0
3030

Se você já é mãe, sabe que passar pela gravidez é uma experiência única na vida de uma mulher. Se você ainda não é mãe, você vai descobrir. O nosso estilo de vida muda de cabeça para baixo e precisamos de todas as formas nos adaptar a essa nova fase.

O que trouxemos hoje para você é o passo a passo dessas mudanças desde a descoberta da gravidez até o nascimento do seu filho.

Descobrindo a gravidez

Quando a gravidez é planejada, tudo acontece de uma forma um pouco mais tranquila, mas o nervosismo e a ansiedade estão presentes da mesma forma.

A gravidez deve ser, preferencialmente, planejada

De acordo com os ginecologistas, a partir do 10º dia de atraso da menstruação a mulher já deve investigar a causa e fazer exames de sangue, para verificar a possibilidade de gravidez.

O ideal para uma gestação é que tudo seja planejado, inclusive uma alimentação saudável e a restrição da bebida alcoólica, mesmo antes da descoberta da gravidez.

Após a certeza de estar mesmo grávida, você será inundada pela sensação de que seu mundo ganhou um novo sentido. Tudo deixa de girar em torno da sua saúde e passa a girar ao redor da saúde e do bem estar do seu bebê.

O primeiro passo ao se descobrir a gestação é realizar um exame de ultrassom intravaginal para confirmar se a gravidez é tópica (dentro do útero) ou ectópica (nas trompas). Através desse exame é possível ainda determinar o tempo exato de gestação.

Primeiros cuidados

É extremamente importante que o passo a passo da gravidez seja acompanhado por especialistas. O famoso pré-natal, tão conhecido pelas futuras mamães, nada mais é que o comparecimento regular da mulher no consultório de seu obstetra desde a confirmação da gravidez até os 40 dias após o nascimento.

Até os 6 meses o pré-natal é mensal, dos 6 aos 8 meses passa a ser quinzenal, até se transformar em semanal, no último mês de gestação.

Depois de pensar no quesito saúde, é importante que a mulher faça o balanceamento do que pode e o que não pode fazer quando o assunto é gravidez. Alguns cuidados são fundamentais durante a gestação:

  • Nenhum medicamento deve ser ingerido sem autorização médica. Muitos remédios não devem ser ingeridos por gestantes, pois podem afetar o bebê;
  • Pegar sol é muito importante para as gestantes, mas o protetor solar é indispensável, principalmente no rosto e nas mãos, para evitar manchas comuns na gravidez.
  • Use hidratantes ou óleo de amêndoas, para evitar cicatrizes e estrias;
  • Converse com seu médico a respeito de polivitamínicos e complementos como o ácido fólico. Algumas mulheres necessitam dessa complementação durante a gravidez;

Alterações durante a gravidez

Engana-se quem acredita que as mudanças que uma mulher enfrenta durante a gravidez são apenas físicas. Existem também as mudanças hormonais, psicológicas, emocionais, íntimas.

Deve-se sempre manter a calma. O estresse é prejudicial para o bebê.

Cabe aos especialista que acompanham as gestantes orientá-las a respeito dessas mudanças e tentar direcioná-las para que possam lidar da melhor maneira com essa situação.

Algumas alterações são mais incômodas do que outras, como o crescimento da barriga, as dores das costas, a fadiga, a vontade de chorar e as náuseas. Tudo isso pode incomodar as mulheres de formas diferentes. Cada uma lida com essas mudanças à sua maneira.

Relacionado: Saiba como controlar sua ansiedade na gravidez

Uma das principais dicas dadas pelos médicos é a prática de exercícios. E engana-se quem pensa que grávidas não podem se exercitar. A atividade física pode ser praticada mesmo no início da gestação.

O único detalhe ao qual a gestante deve ficar atenta é à fadiga. Por indicação médica, as grávidas não devem fazer exercícios ao ponto de ficarem ofegantes, pois se falta oxigênio para a mãe, falta também para o bebê.

Outra alteração que deve ser muito bem planejada é a alimentação da futura mamãe. Na verdade, o ideal é que não fosse necessário fazer alterações, pois o certo é termos uma alimentação balanceada e saudável. Mas, como nem todo mundo segue a risca essa dica, então é hora de mudar.

As refeições de uma gestante devem ser coloridas, sem excesso de cafeína, condimentos ou adoçantes. É preciso também ter cuidado com algumas substâncias ou temperos, pois eles podem até causar má formação do feto.

Chegou a hora!

As gestações giram em torno das 42 semanas e, quando esse período começa a chegar ao fim, todas as expectativas giram em torno do nascimento do bebê.

Sem desespero! Está chegando a hora de conhecer o seu bebê!

De acordo com os médicos, é sempre preferível que as gestantes optem pelo parto normal, ao invés da cesárea, a menos que o bebê não esteja encaixado ou hajam outras complicações na hora do nascimento.

O parto normal, além de garantir uma recuperação muito mais rápida por parte da mãe, ainda garante que o bebê possa amamentar logo após o nascimento. Em casos de cesarianas, é necessário aguardar que todo o efeito da anestesia tenha cessado para que o bebê possa mamar pela primeira vez.

Pós-parto

Mesmo que a gestação tenha terminado com um parto normal, onde a recuperação é muito mais rápido, o tempo de resguardo indicado é de 42 semanas. O período é necessário para que o corpo da mulher volte ao que era antes da gravidez. O útero precisa diminuir aos poucos e ela pode lentamente retomar suas atividades, inclusive sexuais. Tudo vai depender do organismo de cada uma, o importante sempre é se sentir confortável.

Você gostou dessas dicas? Então não deixe de compartilhá-las com suas amigas e futuras mamães.