Entenda por que é importante educar uma criança independente

Pesquisa canadense lista 4 dicas para ajudar a educar seu filho com mais autonomia

0
1707

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Montreal, no Canadá, sempre que as mães dão autonomia às crianças, existe um efeito benéfico na função executiva, uma das bases do crescimento cognitivo.

Essa função inclui, entre outros aspectos importantes, a capacidade de raciocínio e a aptidão para resolver problemas.

Para chegarem a essas conclusões, os investigadores visitaram 78 mães e filhos quando as crianças completaram 1 ano e 3 meses e, posteriormente, no terceiro aniversário.

Na primeira vez, a mãe teve que ajudar a criança a executar uma tarefa difícil. A atividade teve a duração de 10 minutos e foi registrada em vídeo para que os pesquisadores conseguissem avaliar a postura da mãe: se ela encorajava a criança ou se respeitava o seu ritmo, entre outros exemplos.

Relacionado: Movimento de rolar do bebê representa autonomia

Quando as crianças completaram o seu terceiro aniversário, os investigadores recorreram a um conjunto de jogos adaptados para analisar alguns parâmetros relevantes, como a aptidão para pensar em diferentes conceitos ao mesmo tempo.

As crianças que se saíram melhor tinham mães que investiam mais no desenvolvimento da sua autonomia.

Resolução de situações é essencial para um bom crescimento psicológico

Tornar um bebê mais independente é um processo progressivo, que ocorre conforme a criança consegue alcançar novas conquistas e vai ganhando condições que a deixam com mais autonomia.

Para isso, é importante permitir que a criança se empenhe na resolução de questões, conflitos e situações, sempre com orientação prévia, para sublinhar conceitos e valores morais que já foram ensinados.

permita que a criança se empenhe na resolução de questões, conflitos e situações, sempre com orientação prévia

Ou seja, esse processo conta sempre com a supervisão dos adultos, não havendo o espaço total para que os pequenos simplesmente decidam e escolham por conta própria.

Essa interação com o ambiente é fundamental para um bom crescimento psicológico.

Porém, nem todos os pais contam com uma boa capacidade de desprendimento, tendo alguma dificuldade em permitir que o seu filho enfrente sentimentos negativos, como a frustração. Mas nunca se esqueça: essa etapa é essencial para educar uma criança independente e, por isso, mais feliz!

4 dicas para educar uma criança independente

1. Incentive a criança a se envolver em escolhas simples, do cotidiano. Por exemplo, permita que ela decida qual será a sobremesa do jantar de domingo. Disponibilize livros para que a criança escolha aquele que deseja ler com você. Nunca se esqueça de limitar a quantidade de alternativas para não confundir o seu filho;

2. Mostre para a criança quais são as vantagens e desvantagens de cada escolha, antes de ela tomar a decisão, dando o tempo necessário para que ela possa refletir;

3. Caso a criança se mostre arrependida de alguma decisão que tomou, ensine-a a enfrentar o sentimento de frustração. Nunca a repreenda com o típico: “eu avisei!”;

4. Reserve meia hora diária para brincar com a criança. Durante esses minutos, evite corrigir, repreender ou tomar as rédeas da brincadeira. Faça tudo o que ela pretende fazer, mas sempre com a máxima segurança.

Fonte: Crescer

Conheça mais dicas para educar uma criança completamente autônoma:

Compartilhe!