Tem dificuldades em emagrecer no pós-parto? Confira essas 10 dicas!

Encontre conselhos que se prolongam muito além da alimentação equilibrada

0
8400

As transformações estéticas são uma dor de cabeça para a maioria das grávidas. E há uma zona em especial que mais preocupa as mulheres: a barriga. Os meses vão passando, os quilos vão aumentando… e o desespero também! Muitas gestantes acreditam mesmo que nunca mais vão recuperar a forma anterior à gravidez.

Se for esse o seu caso, temos uma boa notícia: essa meta não é tão utópica assim. Basta ter uma dose de empenho e outra de força de vontade. Caso você seja capaz de se manter nos 12 quilos recomendados no decorrer da gestação, será muito mais fácil regressar ao peso anterior.

Independentemente do seu caso, tenha paciência e nunca se esqueça de que a criança deve ser o foco no período pós-parto. Concilie todas as atenções que tem de prestar ao seu filho com os nossos conselhos para regressar a pouco e pouco ao peso de sempre.

10 dicas preciosas para voltar aos quilos anteriores à gestação

1. Amamente

Durante a lactação, o corpo das grávidas libera um hormônio, a ocitocina, que permite a contração do útero, que, gradualmente, vai regressando à sua dimensão normal. Desse modo, o útero vai deixar de pesar quase 1 quilo e fica muito mais leve: somente terá uns 60 gramas. Isso acontece nas primeiras 6 semanas. Se você sentir fome com a lactação, não se preocupe: você só precisa de repor umas 300 calorias diárias.

2. A produção de leite materno emagrece

A produção de leite materno se aproxima dos 850ml diários, gastando cerca de 750 quilocalorias. É o mesmo que você gasta em uma hora de exercício físico.

“«Hidratação» deve ser uma das principais palavras-chave de qualquer lactante”

3. Água

“Hidratação” deve ser uma das principais palavras-chave de qualquer lactante. Consuma cerca de 3 litros de água por dia para produzir leite.

4. Aposte num cardápio saudável

Seria perfeito se você se alimentasse de 3 em 3 horas. Mas é óbvio que é impossível isso acontecer quando há um recém-nascido em casa! No entanto, você pode manter um regime alimentar equilibrado com a ingestão de fibras (legumes, frutos…) e ômega 3 (sementes de chia, sardinhas…). Evite os doces.

5. Alimente-se de forma regular

Evite ficar com fome. Faça sempre pequenas refeições durante o dia, recorrendo a nozes, iogurtes, sementes…

6. Não faça restrições no seu cardápio

Você está liberada para consumir de tudo um pouco, mas sem excessos. Afinal de contas, qualquer limitação pode atrapalhar a sua perda de peso e, pior, a nutrição do bebê, que depende do que você ingere através da amamentação.

7. Não há produtos que deem sustância ao leite materno

Ignore os mitos que afirmam que alguns ingredientes, como a cerveja preta, melhoram a qualidade do seu leite. O segredo é manter sempre uma alimentação equilibrada.

8. Faça exercício físico leve

Sob aconselhamento médico, saiba que atividades você pode ir fazendo. Por exemplo, são recomendáveis as caminhadas com o filho, que ajudam a mamãe a perder peso, mas também firmam a relação entre os 2. Além disso, esses passeios são ótimos para respirar ar puro, longe do estresse da casa.

9. Relaxe

Além das caminhadas, tente compensar as poucas horas de sono com técnicas de relaxamento, como meditação e yoga. Pesquise por informações na Internet para fazer alguns exercícios.

10. Massagens

Se tiver alguém que possa tomar conta do seu filho – e se tiver autorização médica –, aposte em massagens redutoras, relaxantes ou drenagem linfática. Essas técnicas são excelentes para desintoxicar o organismo e diminuir o inchaço.

Relacionado: Mulheres acima do peso podem emagrecer durante a gravidez

Assista a esse vídeo para conhecer outras dicas:

Compartilhe esses conselhos com outras mamães!