10 Mitos e especulações sobre o parto e pós-parto

Será que é possível correr grávida? O sexo machuca o bebê?

0
8859

Todas as mulheres grávidas têm essas dúvidas. É normal. O que não é aconselhável à grávida é permanecer com dúvida ou, pior, comprar um fato pronto, sem questionar.

Veja os mitos sobre a gravidez

1. A gravidez dura 9 meses

A gestação é contata em semanas, com a primeira sendo a da última menstruação. Assim, uma gravidez é considerada a termo quando chega a 40 semanas.

2. Fazer sexo machuca o bebê

O sexo não machuca o bebê e a prática é até aconselhada em uma gravidez sem problemas. Quando há alguma situação que limite o sexo, o médico vai informar.

O objetivo é garantir a saúde dO bebê e da mãe.

3. Quem faz parto normal não pode fazer cesariana

Depende. Muitas mulheres podem e essa é uma avaliação que depende do médico. Na dúvida, mais de um médico pode ser procurado, porque a cesariana anterior não é um obstáculo para o parto normal.

4. A barriga mostra o sexo pelo formato

Isso é mentira. Para saber o sexo, a melhor forma é esperar nascer, mas quem quer saber antes faz uma ultrassonografia.

5. As DSTs da mãe passam para o bebê

Algumas, é verdade. A forma de reduzir os riscos ao bebê é feita pelo médico.

6. Exercícios, como a corrida, estão proibidos

Não. Isso depende da disposição da mulher e de como seu corpo responde. O melhor é consultar o médico.

7. O bebê nasce, o peso vai

Não. O aumento de peso é um instrumento do organismo para dar suporte ao bebê e à amamentação. Parte é perdida no parto, com o peso e os líquidos, mas o restante será eliminado gradativamente por até um ano.

8. Precisa comer por dois

A gravidez aumenta muito pouco a necessidade de calorias. Comer por dois causa problemas de saúde.

9. Qualquer uma pode amamentar

Não. Nem todas as que querem. A amamentação pode ser limitada por medicamentos e cirurgias invasivas.

10. Há alimentos que facilitam o parto

Não existe comprovação científica para isso, mas uma boa alimentação é importante em qualquer situação.

Relacionado: Tabus, temores e mitos que envolvem o parto normal