Estudo revela que colo faz muito bem para o cérebro do bebê

0
474

Estudo levado a cabo por especialista revela que o colo faz muito bem para o cérebro do bebê.

Durante a gravidez, as gestantes ficam muito preocupadas com a saúde do bebê dentro da barriga, porque, de uma hora para a outra pode ocorrer alguma coisa e prejudicar o desenvolvimento do bebê, no entanto, a preocupação aumenta ainda mais quando o bebê nasce.

Todas as mães, principalmente, as de primeira viagem, sofrem com as decisões que devem tomar diariamente em relação aos cuidados com os seus bebês.

Entre as maiores dúvidas está o de dar ou não o colo ao bebê sempre que ele quiser.

O colo faz bem para o cérebro do bebê?

Muita gente pensa que dar colo ao bebê pode fazer mal, porque, o acostumará a ficar longe do berço e o tornará ainda mais dependente, mas especialistas afirmam que o colo faz muito bem aos bebês, especialmente aos prematuros.

Um estudo afirma que o toque nos primeiros dias de vida, tem um efeito de longa duração no cérebro da criança.

A pesquisa foi feita com 125 bebês prematuros no National Children’s Hospital, nos Estados Unidos, ela concluiu que aqueles bebês  que tiveram pouco contato com a pele dos pais ou profissionais de saúde apresentaram respostas cerebrais reduzidas ao toque, quer dizer, têm menos sensibilidade, o que prejudica a interação com as pessoas no futuro.

A diferença é maior nos prematuros, porém, nos bebês que nascem no tempo normal também precisam de colo.

Para concluir o estudo, os pesquisadores deram leves sopros de ar sobre a pele dos bebês, simulando o toque, e medindo a resposta cerebral deles com eletrodos.

A coordenadora da pesquisa Nathalie Maitre, disse: “Ficamos surpresos ao perceber que os bebês que passam por procedimentos dolorosos muito cedo e com pouco contato com as pessoas, têm a sensibilidade ao toque afetada”.

Incentivo aos pais

Para melhorar a sensibilidade e a saúde dos bebês, principalmente, dos que nascem prematuramente, as UTIs neonatais precisam incentivar os pais a terem mais momentos junto aos bebês.

Pediatras afirmam que quando o bebê entra em contato com o corpo da mãe ou do pai, ocorre uma troca cognitiva. Isso traz para o pequeno a lembrança dos batimentos do coração da mãe, o que faz com que ele fique mais calmo e sereno.

Os bebês que recebem esse carinho desde o nascimento se tornam crianças menos irritadas e com um sono mais tranquilo quando vão para as suas casas.

Essa história de que os pais não podem ficar com o bebê no colo por muito tempo na maternidade ou em casa, não é verdadeira, pois, quanto mais os recém-nascidos, em especial os prematuros, sentem o calor do corpo da mãe e do pai, mais ficam calmos, com o cérebro mais ativo e se sentem bem.