20 fatos que só entende quem é mãe de dois filhos

É muito amor ( estresse) envolvido

0
2195

Alegria, falta de paz, desespero, muita paz. É assim mesmo a rotina de quem tem dois filhos.

Confira 20 fatos nem sempre mencionados sobre essa realidade:

1 – Atenção redobrada e dividida. Assim mesmo. Quando há somente um filho, o companheiro ainda pode dar uma atenção para que a mãe fique um pouco só. Com dois não dá mesmo porque é um filho para cada um.

2 – Mais trabalho. Sim, é! Mas isso não quer dizer que será impossível porque é fácil adaptar-se à rotina demais uma criança. Se eles têm idades diferentes, a experiência com um ajuda na criação do mais novo.

3 – A chegada do mais novo não faz com que o mais velho precise queimar etapas. Claro que o mais novo vai determinar mais atenção, principalmente no início. O mais velho, contudo, não vai envelhecer automaticamente e tomar as rédeas da própria vida. Ele precisa de cuidados conforme a idade que tiver.

4 – Ciúmes. Haverá e muito. O mais velho poderá manifestar primeiro, mas o mais novo também coloca as asinhas de fora quando descobre que precisa dividir a atenção dos pais. É normal independente da diferença de idade.

5 – O segundo filho transforma traz tranquilidade à rotina. Quando precisa equacionar o tempo e a atenção, os pais ficam menos tensos e se cobram menos.

6 – Dependendo da situação, alguém vai chorar muito por atenção. Pode acontecer em casos de doença, de maior necessidade, de um ferimento mais grave.

Um deles vai demandar maior atenção e o outro poderá chorar bastante.

7 – Filhos representam falta de tempo para as atividades individuais mais simples, como ir ao banheiro. Com um é assim, com dois é pior e com três ou mais é preciso um caminhão de paciência.

8 – Se antes estava difícil organizar a rotina, agora pode apertar, mas você dá conta.

9 – O investimento financeiro em um filho, com alimentos, roupas e calçados terá que ser estudado. O ideal é reaproveitar roupas e calçados e manter a amamentação o maior tempo possível.

10 – Os passeios precisam de atenção à logística para não representarem sempre uma dor de cabeça.

11 – As brigas vão acontecer pelos motivos mais banais. É preciso ser atento para não cometer injustiças. Bater, nem pensar.

Relacionado: Dê colo para que seus filhos cresçam confiantes e emocionalmente saudáveis

12 – Filhos são pessoas diferentes. Isso quer dizer que têm comportamentos também diferentes, ainda que sejam gêmeos.

13 – Eles terão a oportunidade de se unir. Algumas vezes isso vai se voltar contra você, principalmente se houver uma travessura a encobrir. Relaxe e ensine o certo, mas agradeça à cumplicidade que os irmãos podem desenvolver.

14 – O que está na mão do irmão é melhor e mais interessante. Fique atento para não haver brigas e para que você não cometa injustiças.

15 – A atenção dos pais vira alvo de disputa. Não estimule isso porque eles precisam sentir que recebem atenção à medida de suas necessidades e não da manha ou dengo.

16 – Vai ser mais fácil para o segundo porque os pais estarão mais experientes.

17 – Talvez o segundo filho seja um pouco mais extrovertido que o primeiro porque os pais também estão mais relaxados. Isso não acontece sempre, portanto não force.

18 – Seus ciúmes vão diminuir e você não vai sentir tantas barreiras em deixá-los ficar com outras pessoas.

19 – Depois deles, sua vida não será a mesma. Ela será melhor. E você vai admirar cada um e amar de maneira igual a ambos.

20 – Você terá maior tranquilidade em saber que os filhos têm alguém que amam muito para compartilhar a vida, suas alegrias e dificuldades.

Gostou da dica? Então compartilhe!