Felicidade é o que você quer para os filhos? Tente essas 10 dicas

Porque é isso o que eles devem ser quando crescerem

0
13403

Quando o assunto é criar filhos, existe algo unânime: o desejo de que sejam felizes. Independente da profissão que escolherem, da forma de viver e onde querem viver, os pais têm essa certeza.

Quando eles nascem, já fazem parte de um mundo em que os pais se tornam coadjuvantes ao longo do tempo.

Para evitar que sofram, o preparo começa quando ainda são tão pequenos que a felicidade é resumida aos pais.

Tente essas 10 dicas para criar filhos felizes:

1. Deixe claro que são crianças e, como tal, precisam brincar

Às vezes o impulso de querer um filho perfeito do ponto de vista econômico nos força a inserir o pequeno em todo tipo de atividade. É curso de línguas, de artes, o esporte, a música.

Esquecemos que eles precisam brincar e que brincadeiras também são um importante meio de aprendizado.

2. Elogiar é motivar

Fantásticos, incríveis, espertos, inteligentes, fortes, lindos, bondosos, carinhosos. Esses são seus filhos.

Repita essas palavras sempre que achar conveniente, por exemplo: sempre.
Mesmo no momento de chamar a atenção é possível lembrar o quão incrível seu filho é.

A palavra incrível pode ser trocada por qualquer uma das citadas acima e, se faltarem sugestões: amorosos, únicos, espetaculares, esforçado, importante.

Um parabéns sempre cai bem, mesmo diante de um resultado que ele acredite estar aquém do que poderia.

Elogiar é ajudar na autoconfiança

3. Ensine-os a fazer as próprias tarefas

Vai chegar um dia em que eles terão que fazer isso sozinhos. Que seja mesmo antes porque lidar com a própria vida não é mesmo fácil e precisamos aprender o mais cedo possível.

Crianças que são acostumadas a não fazer o dever de casa e os afazeres domésticos serão adultos complicados.

4. Explique que eles vão sofrer

Luto, desilusões amorosas, tristeza, decepções. É o lado B da vida. Ensine que eles vão passar por isso e que o processo pode doer, mas é necessário para seu crescimento.

Não demonize emoções como a tristeza, mas também não os deixe aceitar o que os violenta. Essas situações são oportunidades para contribuir para a maturidade.

5 – Eles vão errar – e isso é normal

Os erros são importantes chances para a busca do caminho mais adequado. Quando acontecer, você estará lá e, quando não estiver mais, seu ensinamento será o suficiente.

6 – Pessoas são únicas, não compare

A grama do vizinho parece mais verde, mas talvez você tenha problemas de visão. Nunca compare seu filho com outra criança, nem mesmo um irmão.

Ele tem razões para ser como é você precisa aceitar a isso

7. A rotina não precisa ser chata

Datas importantes, como aniversários, Natal e outras comemoradas pela família permanecerão na memória como tesouros. É importante cultivá-las.

8. Trabalhe em prol da própria felicidade

Pais felizes, filhos felizes. Eles vão se espelhar em suas emoções e, mesmo sendo um pai ou uma mãe, você continua a ser uma pessoa. Não se conforme com a infelicidade.

9. Proporcione momentos inesquecíveis

Haverá situações em que eles vão lembrar como único entre vocês. Há muita formas de gravar boas lembranças e situações que o confortarão no futuro.

10. Discussões na frente deles é sempre ruim

O estresse do diário, problemas financeiros ou conjugais são seus, não dele. Poupe seu filho de espetáculos que ficarão gravados como medo no futuro.

Relacionado: O lento caminho para esvaziar um ninho

Gostou dessa dica? Então compartilhe!