Ferida no útero: conheça as causas, sintomas e tratamento

0
1440
ferida no útero
Crédito: Freepik

Um dos problemas que muitas mulheres enfrentam é a ferida no útero. Isso porque o aparelho reprodutor feminino é tão perfeito quanto sensível.

O corpo da mulher é preparado para gerar novas vidas, e é justamente a complexidade desse processo que faz o corpo da mulher ser mais frágil, ao menos internamente. Saiba por que ela acontece, quais são os sintomas e como tratar de forma segura e eficaz.

Veja também: mitos e verdades da água inglesa para limpar o útero

O que é ferida no útero?

De acordo com a ginecologista Dra. Laura Lúcia, em seu canal no YouTube, essa problema é chamado de ferida no útero ou ferida do colo do útero, pois ocorre nessa parte do útero mais próxima da vagina.

Para entender com facilidade, precisa saber que o colo do útero possui um revestimento de pele por fora e outro por dentro. Quando esse revestimento da parte de dentro se exterioriza, crescendo para fora de maneira anormal, se forma a ferida, pois essa pele da parte interna não é feita para ficar exposta na parte de fora.

Na parte de fora do colo do útero o ambiente é mais ácido, existem bactérias que povoam a vagina e também tem o contato com o pênis durante a relação sexual. Todos esses fatores estimulam à formação da ferida no útero, além de outras consequências que verá a seguir.

Causas da ferida no útero

Em resumo, o que causa a ferida no útero é uma sequência de fatores aos quais a pele da parte interna do útero se expõe ao crescer para fora. Mas o que faz essa pele crescer de forma errada, para fora e não para dentro, pode ser algum tipo de problema hormonal ou mesmo pode ser uma causa genética.

Principais sintomas

sintomas de ferida no útero
Crédito: Freepik

A mulher que está com uma ferida no útero certamente irá perceber que algo está errado com seu aparelho reprodutor. Sua qualidade de vida será afetada, pois os sintomas não deixarão que leve uma vida totalmente saudável e tranquila.

Sangramentos

Os sangramentos ocorrem fora do período menstrual, podendo parecer escapes menstruais, aquelas manchas de cor escura que a mulher percebe na calcinha, dias após a menstruação, ou quando passa muitos meses tomando anticoncepcional sem pausa. Esse sangramento também é comum após a relação sexual.

Aumento das cólicas

Mulheres que normalmente têm cólicas como um dos sintomas da TPM, podem sentir que as dores ficam mais fortes do que de costume. As mulheres que não sentem cólicas, podem passar a sentir, o que é um indício de que algo errado está acontecendo.

Corrimento anormal

O corrimento é um líquido que a vagina expele, nem sempre problemático. Existe o muco cervical, que é um líquido saudável, mas a mulher deve estar atenta quando esse líquido surge com mais frequência e quantidade, com coceira, odor mais forte, cor escurecida e os demais sintomas de ferida no útero.

Dores nas relações sexuais

Como o colo do útero fica no fundo da vagina, o pênis pode encostar na região machucada, fazendo com que a mulher sinta dor. Assim, a única forma de voltar a ter uma vida sexual normal e saudável é indo ao ginecologista para resolver o problema.

Facilidade para infecções

Como o colo do útero fica muito mais sensível a machucado na presença da ferida, o organismo estará mais exposto à infecções vaginais. Então, mesmo as mulheres que se cuidam, podem notar infecções que não deveriam estar acontecendo. É um sinal de alerta.

Veja também: o que é útero retrovertido

Como tratar a ferida no útero?

como tratar ferida no útero
Crédito: Freepik

De acordo com o Dr. Igor Padovesi, em seu canal no YouTube, o tratamento da ferida no útero é determinado pelo médico ginecologista depois de fazer a avaliação da paciente. Nem sempre é necessário intervir, caso a mulher não esteja com qualquer desconforto. Mas antes de decidir qual será o tratamento, o médico irá detectar em que grau a ferida está:

Ferida no útero em grau 1

Quando a mulher procura seu ginecologista logo que percebe os sintomas da ferida no útero, o tratamento é mais simples. Se o médico detectar uma ferida pequena, em fase inicial, o tratamento pode ser feito com o uso de cremes vaginais cicatrizantes.

Ferida no útero em grau 2 ou 3

Já se a mulher procurar o médico quando o problema está em um grau mais avançado, com tamanho médio ou grande, será necessário fazer uma cauterização. Esse procedimento cirúrgico, realizado pelo médico, que vai utilizar um aparelho chamado cautério para remover a pele que está no lugar errado e permitir que o organismo cicatrize o local apenas com a pele normal dessa região.

Essa cicatrização pode levar de 30 a 90 dias para ocorrer até o fim. Sem esse procedimento o organismo não consegue cicatrizar a ferida sozinho, já que a pele errada fica ali atrapalhando.