Fimose em bebê: prevenção e tratamento

0
4333

Ao descobrir que está grávida a mulher, na maioria das vezes, fica muito feliz, afinal de contas ela vai aumentar a família trazendo ao mundo um ser inocente e maravilhoso.

No entanto, durante todo o período de gravidez vêm as preocupações e inseguranças com o desenvolvimento e a saúde do pequeno e quando ele nasce, a preocupação aumenta ainda mais com os perigos que um bebê tem de contrair alguma doença, pois, seu sistema imunológico ainda está sendo formado.

Quando um bebê nasce um milhão de dúvidas pairam sobre as cabeças dos pais, e no caso do bebê ser um menino, há uma preocupação muito comum que é a do pequeno ter fimose.

Fimose em bebê

De acordo com especialistas, todo bebê menino nasce com a pele do prepúcio (pele que protege o pênis) grudada na glande (extremidade do órgão masculino), o que compõe a fimose fisiológica. Contudo, na grande maioria dos casos, o próprio organismo descola a pele, esse processo pode terminar até a adolescência.

Quando se nota que o quadro não evolui, o caso se classifica como fimose verdadeira, ou seja, nessa condição, o prepúcio não é retrátil por causa da alteração da pele, o que pode provocar dor e impedir a higienização correta.

Com a fimose verdadeira, as crianças sentem com frequência ardência na hora de urinar e podem contrair inflamações.

Como tratar a fimose em bebês?

A fimose verdadeira deve ser tratada com uma cirurgia, o que deve acontecer quando a criança não estiver usando mais fraldas. De acordo com médicos especializados, a cirurgia é um procedimento simples e não é necessário que a criança durma no hospital. Porém o pré-operatório é delicado e exige alguns cuidados.

Após a cirurgia o banho da criança deverá ser de assento. O médico também prescreverá analgésicos e pomadas e o garoto precisará ficar afastado dos esportes por um tempo.

Algumas pomadas feitas à base de corticoide e com uso permitido para meninos a partir dos 2 anos de idade, estão sendo indicadas como uma alternativa para que a criança não passe por cirurgia, entretanto, os especialistas dizem que essas pomadas não são indicadas para todos os casos e mesmo nos quadros menos graves, a eficácia é razoável.

Os pais não podem fazer massagem no pênis do bebê, porque isso pode piorar o quadro de fimose, sem falar que após ser diagnosticado com fimose verdadeira, o tratamento mais indicado é a cirurgia.

Portanto quando os meninos nascem seus pênis são um pouco diferentes, mas com o passar do tempo ele ficam normais, no entanto se isso não acontecer, é preciso procurar um médico e se a fimose verdadeira for diagnosticada, o bebê terá que passar por uma cirurgia.