Será que a gravidez é de gêmeos? Como ter certeza?

As especulações são muitas, mas só há uma forma

0
3567

A única e segura forma de saber se a gravidez é de um único feto ou de múltiplos (gêmeos) é a ultrassonografia.

O exame de imagem permite conhecer a idade gestacional, a situação geral do útero e, claro, quantos fetos o “habitam” em uma gestação.

Até o momento em que o médico responsável pela ultrassonografia bate o martelo, muitas especulações são jogadas.

A primeira é a investigação sobre a árvore genealógica quando há gêmeos na família, depois vem o tamanho da barriga.

Quando há fertilização in vitro, há possibilidade de gravidez gemelar, mas isso não é uma regra

Algumas mulheres enjoam muito durante a gestação e fazem um quadro denominado hiperemese gravídica. A especulação até o diagnóstico é do excesso de hormônios e, por isso, a gravidez de múltiplos.

Quando há gêmeos na família, também há “explicações”, mas essa possibilidade, além de pequena, não é determinante. Em geral, são as filhas de mães de múltiplos que têm a maior possibilidade de gerar mais de um bebê de uma vez e não os filhos.

O tamanho da barriga é uma especulação de rotina. Isso também não é determinante porque a partir da segunda gestação os músculos do abdômen estão mais flexíveis e a barriga fica maior mais rápido.

Por fim, a fertilização, porque são colocados mais de um embrião para aumentar as chances de gravidez. Esse método não garante que todos serão gerados.

Em resumo, somente o exame de imagem feito a partir da 12ª semana é que será o responsável pelo veredicto.

Relacionado: Gravidez de gêmeos não é igual à gravidez convencional