Importância de acabar com estereótipos de gênero nas crianças

0
3475

Estudo afirma que é errado dizer que os meninos são mais fortes do que as meninas

Um estudo da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, mostrou que não é bom ficar dizendo que as meninas são frágeis e precisam ser protegidas e os meninos são fortes e devem ser independentes. De acordo com a pesquisa, os estereótipos de gênero podem causar muitas consequências negativas para os dois sexos na adolescência.

O estudo foi realizado com 450 crianças e adolescentes de 15 países, incluindo a Índia, Escócia, Bolívia e China.

Os cientistas observaram uma coisa óbvia, mas que não pode ser ignorada: as meninas que crescem acreditando que são frágeis e precisam ser protegidas, correm mais riscos de sofrerem violência física e sexual.

Acabar com estereótipos de gênero nas crianças

Já os meninos que acham que devem ser fortes são mais propensos a praticar violência física e abuso de substâncias como álcool.

Para evitar que isso aconteça, é fundamental ter a consciência de que as crianças absorvem tudo que elas ouvem ou é falado para elas e com isso, elas começam a reproduzir essas ideias de formas diversas, em geral negativas por toda sua vida.

Porque é errado dizer que os meninos são mais fortes do que as meninas

Criar um menino ou menina dizendo o que ele pode ou não fazer como: mulher não pode brincar de carrinho, homem não pode chorar e todas as demais baboseiras que já existem a centenas de anos, prejudicam e muito a forma de ver o mundo dos pequenos.

Na adolescência o quadro costuma piorar pelo fato de nessa fase da vida tudo ser mais complicado. E quando adultos, as pessoas se comportam do jeito que foram ensinadas na infância, fazendo assim muitas coisas erradas e até cometendo crimes.

O ideal é que os pais ou responsáveis criem as crianças dizendo que todo mundo é igual e que tudo, desde que não faça mal, é permitido tanto para a mulher quanto para o homem.

O que tem que prevalecer é o respeito com os semelhantes e ter em mente que a melhor coisa a fazer é praticar o bem.

Todos os pais têm a obrigação de saber que as crianças vão fazer no decorrer de suas vidas o que aprenderem com eles, ou seja, se ensinar o bem, serão pessoas muito boas, já se ensinar coisas erradas, as crianças serão adultos com a visão retorcida do mundo e farão coisas indevidas.