Importância do pai na gestação: conheça-a!

O pai transmite uma sensação de segurança para a gestante, que vive uma fase sensível e de muitas mudanças.

0
4241

Na gestação, a mulher passa por diversas alterações físicas e emocionais. Este período cheio de dúvidas e medos deve ser vivido a dois, mas isto nem sempre é possível. As alterações hormonais provocam crises de choro e de riso, sem motivo aparente. A presença do pai é muito importante, pois a mulher precisa de alguém a seu lado, para dividir todas estas inseguranças. Mas isto nem sempre é possível!

E quando o pai não está presente durante a gestação?

A criança está na barriga da mãe e não sabe se o pai está por perto ou não, mas a mãe sente esta ausência e, sem querer, passa isso ao bebê.

Uma grávida não se deve sentir sozinha, e a família e amigos são muito importantes nesta fase. Um pai ausente não precisa ser um problema nem afetar a vida da mãe e do bebê, mas nem sempre é fácil lidar com esta ausência, numa fase de mudança, em que o carinho do companheiro é muito importante. A mulher precisa sentir que não está sozinha durante os nove meses de gestação; por isso, a presença da família e amigos é muito importante.

A gestante precisa de alguém para dividir preocupações, pedir conselhos e se sentir protegida. Além do medo em não ser uma boa mãe, não conseguir cuidar do bebê sozinha, entre outras angústias, existe ainda toda a preocupação com as coisas do cotidiano, como enxolval ou como ficará a rotina da casa depois que o bebê nascer.

Nos primeiros tempos de vida da criança, os pais são fundamentais para que ela se sinta amada e protegida. Se no útero da mãe o bebê ouvir a voz dos pais e, de repente, uma delas deixar de fazer parte do seu mundo, ele vai sentir, pois a relação com os progenitores tem início no útero, onde a criança já consegue distinguir a voz dos pais, devido à diferença de timbre.

Para todos os pais: ser ex-marido não significa ser “ex-pai”. O casamente pode não ter dado certo, por diversos fatores; mas a relação pai e filho é eterna, e as obrigações como pai não desaparecem conforme sua vontade! A futura mamãe precisa de todo o apoio nessa hora! Esteja lá!