14 informações sobre bebês muito úteis para futuros pais inexperientes

Está planejando seu primeiro filho? Acalme os seus receios e tire suas dúvidas com essa lista de fatos muitos interessantes!

2
3535

Quem não gosta de bebê? Essas criaturinhas preciosas que enchem nossos dias de alegria. Está pensado em aumentar sua família? Embarque nesse mundo fascinante do recém-nascido sem medos.

Tal como nós, os bebês não nascem ensinados. Preste atenção em essas curiosidades e coloque seus receios de parte.

Informação prática, pertinente e divertida para pais de primeira viagem!

14 curiosidades sobre bebês para pais inexperientes

1. Olhos camaleônicos

Não se apegue demasiado à tonalidade da cor dos olhos de seu bebê. Ele tem os olhos claros, mas não tem a quem puxar? O mais provável é que essa cor alerte. O pigmento que determina a coloração dos olhos surge apenas com o tempo, e após a exposição à luminosidade. Algo que também acontece com os cabelos e a pele.

2. Bate papo

Estimule o desenvolvimento do seu bebê falando para ele. Tons altos vão ajudar o bebê a prestar atenção e a distinguir palavras.

3. Por que choram os bebês?

Os bebês enfrentam grandes mudanças desde que abandonam o útero materno. Seu primeiro desafio é passar da respiração líquida, feita através do cordão umbilical, para a pulmonar. O desconhecido por norma causa algum medo, daí que não hesitem em começar a chorar.

4. Cuidado com o mel!

Até os 12 meses não é indicado o consumo de mel. Nos primeiros tempos o sistema imunológico do bebê ainda está se desenvolvendo, pelo que poderá não saber como enfrentar uma contaminação com Clostridium Botulinum. Essa bactéria presente no mel pode provocar botulismo. Casos mais graves dessa contaminação podem vir a revelar-se uma verdadeira tragédia!
Após o primeiro aninho de vida o mel fica liberado. Porém, convém verificar sua proveniência.

5. Visão condicionada

Não leve a peito se achar que o seu filho não está reconhecendo a sua imagem. Nos primeiros momentos de suas vidas, os bebês só enxergam manchas e borrões. A retina dos recém-nascidos não tem memória, porque vai sendo construída pouco a pouco. Quando completam um mês de vida os bebês já conseguem ser mais hábeis nesse campo. São capazes de distinguir as imagens dos pais e de acompanhar movimentos com os olhos. Mas para que aconteça contato visual direto ainda vai ter de esperar mais um pouquinho. Isso só acontece a partir das seis semanas.

6. Camada protetora

Não estranhe aquela camada de pelinho fino que cobre algumas partes do corpo do recém-nascido. Essas camadas que surgem normalmente no rosto, costas e ombros surgem no final da gestação. A sua missão é proteger o bebê. Não se preocupe que daqui a umas semanas os pelinhos vão cair naturalmente.

7. Cabeça grande

Já alguma vez se questionou porque a cabeça dos bebês é tão grande em proporção ao resto do corpo? Não é só manha da natureza para tornar o parto mais complicado. A cabeça é grande e chega a representar 1/4 do corpo do recém-nascido porque está protegendo o seu órgão mais desenvolvido até à data: o cérebro.

8. Irritações na pele

O termo “pele de bumbum de neném” serve para designar uma pele macia e sem imperfeições. Mas então porquê que o seu bebê está cheio de manchas e brotoejas? Relaxe, que isso é natural. Na verdade a culpa dessas imperfeições é dos hormônios maternos e em breve essas marquinhas vão desaparecer e dar lugar a uma pele de fazer inveja a qualquer adulto.

9. Fábrica de baba

Nossa, já viu como o bebê vive se babando? Não se esqueça que o seu filho ainda está aprendendo a existir fora da barriga, apesar de parecer que já passou muito tempo. Ele tem de aprender a engolir e a funcionar com os músculos do rosto. Por isso é que se atrapalha um pouco, deixando a saliva sair cá para fora. Quando tudo tiver controlado, eis que nascem os primeiros dentinhos! Pois é, os rios de baba ainda estão para ficar!

10. Soluços e espirros

O seu bebê está espirrando e soluçando muito? Tudo tranquilo, é perfeitamente natural! O bebê soluça devido às contrações descoordenadas do diafragma, principalmente após a mamada. Os espirros têm que ver com o termômetro interno do bebê, que ainda se está acostumando ao ambiente fora do útero. Se algo estiver importunando a mucosa nasal a resposta automática vai ser um espirro.

11. Cabeça deformada após o parto

A aparência estanha da cabeça de um recém-nascido após um parto normal deixa grande parte dos pais de primeira viagem em pânico. Mas não tem razão para tal! Isso acontece porque os ossos da cabeça não estão ainda unidos, um processo que vai acontecendo durante os primeiros nove meses fora da barriga. Por isso é que a cabeça dos bebês requer alguma cautela. Mas nada de exageros! Não tem que ter medo de passar a mão ou lavar.

12. Longa temporada de fralda

Com o passar do tempo bebê ganha consciência de suas necessidades fisiológicas, mas ainda requer o uso de fralda. Sabe a razão? Porque apesar de ter noção dessa vontade ainda não a sabe controlar. Só depois de completar 18 mesinhos é que começa a ganhar a capacidade em controlar o esfíncter.

13. Incapazes de reconhecer a sua imagem

A capacidade de autorecohecimento surge entre os 15 e os 18 meses. Até lá é inútil mostrar retratos ou reflexos do bebê para ele, porque ele não será capaz de reconhecer a sua imagem.

14. Passeio de automóvel é o melhor sedativo

Quer adormecer o seu bebê mas não está conseguindo? Experimente dar um passeio de carro. O balanço da viagem produz autênticos milagres!

A maternidade e a paternidade são uma grande aventura! Os ensinamentos que podemos recolher de quem já passou por essa experiência são uma preciosidade. A informação deixa qualquer estreante mais seguro e descansado.

Essa matéria é do seu interesse? Dê uma olhada nesse vídeo! Saiba o que esperar da chegada de seu primeiro filho.

Relacionado: Curiosidades sobre o seu bebê

Compartilhe essa sabedoria! Ela vai ajudar a enfrentar os desafios da chegada de um filho.