10 inseguranças que passam pela cabeça da mulher durante a gestação

Já desejou voltar atrás e considera que a gravidez não foi feita para si? Não se alarme! Dúvidas e receios durante a gravidez são algo perfeitamente normal.

3
9445

Dúvidas e receios no decorrer da vida são uma coisa absolutamente normal. Junte a essa circunstâncias uma gestação, em que os hormônios vão baralhar o seu juízo, e as inseguranças vão ser uma certeza no seu dia a dia!

Todas as tomadas de decisões e as mudanças na vida de alguém trazem consigo um punhado que preocupações. Nada nessa existência é garantido, sendo perfeitamente natural que no decorrer da gravidez as gestantes ponham em causa a sua natureza de mães. A gravidez é um processo complicado e que vem acompanhando de muitas mudanças que ocorrem no corpo e no íntimo da mulher. É uma experiência desgastante e única, que cada mãe sente de modo diferente e que vai muito além das expectativas criadas pela sociedade.

Antes de julgar e se sentir julgada saiba que muitas das suas dúvidas e receios são perfeitamente normais.

Dúvidas e receios que podem ensombrar as futuras mães no decorrer da gestação

1. “Não estou certa se fiz a escolha certa”

Queria ter aguardado por melhor altura? Nunca há uma boa altura ou garantias de que essa boa altura possa chegar. A gravidez e a maternidade vão provocar mudanças radicais na sua vida e é normal que isso levante dúvidas. Mas não deixe que por isso ponham em causa o seu papel e a sua vocação para a maternidade.

2. Não se está sentindo preparada?

As preocupações são uma parte natural no processo. Principalmente tratando-se de uma primeira gravidez. Você está partindo para o desconhecido e é bom que não esteja encarando essa sua nova missão com leviandade.

3. Está com medo?

O parto e o pós-parto são, para muitas gestantes, um bicho de sete cabeças. As dúvidas em relação a questões práticas dos cuidados do bebê viram são autênticos tormentos. “E se eu não souber amamentar? E se não conseguir botar ele para dormir?” Relaxe! Confie no seu instinto. O seu instinto de mãe vai ser a melhor ajuda para que ambos sobrevivam aos período de adaptação.

Relacionado: Cuidados durante a gravidez

4. “Não sou capaz!”

Claro que é! Agora já não tem como voltar atrás. O parto é um momento aterrador e a responsabilidade de criar e educar um filho também não se adivinha fácil. Mas você consegue, claro que consegue. Na hora certa mãe arruma forças em qualquer lugar e torna-se na maior das guerreiras para garantir a segurança e o bem-estar das suas crias.

5. Não gosta de estar grávida?

Calma! Quem disse que tem de gostar? A gravidez pode ser muito dura, sobretudo se vier acompanhada de ansiedade e depressão pré-natal. Tente encarar a gravidez como um sacrifício para concretizar o sonho da maternidade. Um processo que, apesar de doloroso e chato para algumas mulheres, no final vai permitir a melhor das recompensas.

6. Não vê a hora de ter esse bebê fora do seu corpo?

Gravidez é dose! Poucas são as mulheres que se podem vangloriar de uma gestação santa, sem preocupações ou problemas. Por isso é mais do que normal que você não veja a hora de dar a sua gestação por terminada. É um desafio e admitir o quanto pode ser difícil não é dar parte fraca. É apenas uma simples mostra de que mãe é humana.

7. “Não amo esse ser. Serei incapaz?”

Você se preocupa e se cuida de forma a zelar pelo bem-estar dessa criaturinha que vive no interior da sua barriga. Sente, no entanto, que ainda não o ama? Que ainda é meio irreal, como uma espécie de ser a quem a sua presença se vai habituando? Tenha calma. Para muitas mulheres o clique se dá apenas no momento em que travam conhecimento com o seu filho. Ele se torna palpável e o amor também.

8. Não sabe lidar com a sua nova figura?

Mulher grávida emana uma luz especial que a faz ficar bonita aos olhos de todo o mundo. Mas isso não quer dizer que os seus olhos vejam do mesmo modo. O corpo da mulher sobre mudanças drásticas no decorrer da gestação. É natural que isso possa abalar a autoestima. Ter consciência disso não é o que vai tornar você em uma mãe menos extremosa!

9. Ainda não sente qualquer ligação com o seu bebê por nascer?

Não se apoquente. Isso também é normal. Tenha em mente que nem toda a futura mamãe funciona da mesma maneira. Enquanto que para algumas o vínculo se forma quando a criança ainda dentro do útero, outras mães têm de conhecer e ver o seu filho para estabelecerem uma ligação com o seu filho.

10. “Será que há algo de errado com o bebê?”

Essa dúvida é muito comum, e vai aumentando à medida que o tempo da gestação vai passando. Um bebê com problemas de saúde não faz parte do sonho da maternidade, mas é um contratempo qual o qual, quando e se tiver de ser, você saberá lidar. Depois de conhecer o seu filho e se acender a luz do amor incondicional, garantimos que você não iria quer trocar o seu bebê por nenhuma criança no mundo! Aliás, o fato de você ter essas preocupações é revelador desse amor que já está bem enraizado em você.

Essa matéria é do seu interesse? Assista a esse vídeo para saber quais são dúvidas mais frequentes sobre a gravidez.

Gostou da dica? Compartilhe!