Mãe esconde gravidez de seis meses para arrumar trabalho

O que você faria em seu lugar?

0
3598

Nem toda a gravidez é planejada. Pior, é que nem toda a gravidez planejada ocorre conforme o planejado.

A vida tem muitas surpresas e uma mulher em fase de gestação não está imune aos caprichos do destino.

Imagine que quando você começa a pensar em engravidar, você e o seu companheiro até estão em uma situação financeira confortável. O que se segue? Você deixa de tomar o anticoncepcional, contando que demore mais de meio ano a concretizar a gravidez. Tem tempo para arrumar tudo, não tem?

Nada acontece como planejado

Agora imagine que se passaram apenas três meses e que já tem um feto, crescendo e se desenvolvendo em seu ventre. Não é maravilhoso? É! As condições são favoráveis. O seu salário é bom, apesar de ser um emprego sem muita estabilidade. O seu companheiro também ganha bem, apesar de trabalhar como freelancer. Trabalha até a partir de casa! Mas que ótimo que vai ser quando bebê nascer.

E agora? Agora é preciso arrumar uma casa maior. Por isso você e seu companheiro se deslocam em um banco, para falar do empréstimo. E qual é o retorno? Para conseguirem um empréstimo é preciso que um dos dois tenha um emprego fixo.

O que faria você?

Mão esconde gravidez para arrumar emprego

Foi então que a protagonista dessa história se lançou na busca por um trabalho melhor. Uma situação que permitisse atingir seu objetivo. Primeiro foi em uma entrevista. Pela altura em que foi chamada para a segunda entrevista, ela estava já no sexto mês de gestação, exibindo uma barriguinha generosa. Mas como ela não queria que a gravidez fosse considerada um obstáculo, ela escondeu ela. O truque foi usar um vestido que amarrava no pescoço, e que distraia as atenções da área da barriga.

História com final feliz

A entrevista correu lindamente, deixando nossa heroína cheia de confiança. A empresa quis contratá-la praticamente na hora! Ao telefone, ela aceitou a proposta e informou seu patrão que dali a uns meses teria de tirar uma licença, pois estava esperando bebê. O patrão lhe deu os parabéns e não voltou atrás.

Ela teve dois meses na empresa, para depois desfrutar de uma licença de parto de 9 meses. Continuou trabalhando na mesma empresa por mais três anos, onde foi muito feliz. Mas essa mulher tem consciência de que foi um caso de sorte. E que nem todo o mundo faz isso, e que muitas mulheres não conseguem emprego simplesmente por serem mulheres (se estiverem grávidas, então…).

Você passou por isso na gravidez? Teve dificuldades em arrumar um emprego?

Relacionado: Se está grávida, conheça seus direitos no trabalho

Compartilhe essa história caricata!