Massagem em bebê: conheça a técnica Shantala e seus benefícios

0
2398
massagem em bebê simples
Crédito: Freepik

Não são só os adultos que precisam relaxar de vez em quando. Saiba que uma massagem em bebê pode ser muito benéfica, tanto para o pequeno quanto para você. Afinal, se o filho está estressado e chorando, os pais também são afetados. Por isso, uma massagem pode ser uma boa solução para acalmar o bebê.

É comum o pensamento de que a vida dos bebês é tranquila. Na verdade, assim como os adultos, diversas situações podem estressá-los. Sono, fome, aquela cólica indesejada ou mesmo um ambiente barulhento podem afetar negativamente seu dia. Por isso existem diversas técnicas de massoterapia voltadas para acalmarem os recém-nascidos.

Massagem em bebê: quais os benefícios?

Uma boa massagem em seu bebê não serve apenas para acalmá-lo. Há outros benefícios ainda mais importantes e que afetarão, inclusive, o desenvolvimento pessoal e social da criança. Os pais, como principais estimuladores de seus filhos, podem e devem adotar as massagens no dia a dia do crescimento do recém-nascido. Veja abaixo alguns benefícios da massagem em bebê.

Melhora a consciência corporal

Assim que nascem, os bebês não entendem que eles são seres e que fazem parte de um mundo. Eles não tem a ciência ainda de que eles e a realidade ao seu redor são coisas distintas. Alguns recém-nascidos ainda sofrem por deixar a segurança da barriga da mãe, portanto esse processo de autoconsciência pode ser traumático.

Massagear o bebê, então, é uma boa forma de auxiliá-lo a relaxar enquanto passa por suas novas descobertas. A massagem fará com que o pequeno tenha uma noção melhor sobre o próprio corpo e dos movimentos que pode realizar.

Desenvolve a respiração

massagem em bebê como fazer

Algumas técnicas de massoterapia focadas em bebês auxiliam no bom desenvolvimento do sistema respiratório do bebê. Massagear as costas do recém-nascido causa estímulos na caixa torácica, o que melhora a respiração. Ao mesmo tempo, outros órgãos e músculos se beneficiam, como o intestino.

Cria laços

Os primeiros contatos físicos que o bebê tem é com os pais, principalmente com a mãe. Fazer massagem na criança pode fortalecer a maternidade e a paternidade, pois o toque, ainda mais positivo e estimulante, fica gravado na memória afetiva do recém-nascido.

Shantala: um tipo indiano de massagem em bebê

A Shantala é um tipo de massagem indiana, trazida para o ocidente por um obstetra francês.

Essa é uma das melhores e mais completas técnicas de massoterapia voltadas para os bebês, uma vez que abrange o corpo todo da criança.

De acordo com os especialistas, ela pode ser realizada desde o primeiro mês de vida.

Os bebês que passam pela Shantala se beneficiam com muitos ganhos. Há melhora da circulação sanguínea e da respiração. Previne cólicas, prisão de ventre e evita insônias. Ela também se destaca por proporcionar um bom desenvolvimento psicomotor no bebê. Como não bastasse tudo isso, acalma, relaxa e fortalece os laços da criança com os pais.

Passo a passo para realizar a Shantala

shantala massagem em bebê

Os especialistas aconselham que a massagem seja feita todos os dias, no mesmo horário, por 30 minutos. O ambiente em que ocorrerá a massagem deve ser muito tranquilo; uma música relaxante é bem-vinda. Escolha os momentos antes de um banho ou após uma refeição. Se o bebê estiver doente, não faça a massagem.

Após preparar o ambiente, dispa o bebê e coloque-o de barriga para cima sobre suas pernas ou mesmo sobre uma superfície macia e confortável. Os movimentos realizados devem ser realizados entre 5 e 10 vezes. Comece a massagear do lado esquerdo do bebê e vá, aos poucos, para o lado direito. Veja:

1. Inicie a massagem no peito.

2. Com as mãos nas ancas, suba pelo tronco fazendo ondulações.

3. Leve a mão direita ao ombro direito, enquanto a esquerda vai ao ombro esquerdo.

4. Ponha o bebê de lado. Com uma das mãos, segure o ombro. Com a outra, segure o pulso e vá subindo e descendo, deslizando-a.

5. Foque nas mãos. Deve massagear cada dedo com o máximo de atenção.

6. Faça conchas com as mãos. Massageie da parte lateral das costelas até as ancas.

7. Agora é a parte inferior. Vá massageando devagarinho, com movimentos giratórios, do baixo ventre até as canelas.

8. Ponha os polegares em cima dos pés. Mova-os até os dedos e tome o cuidado de massagear todos os dedos.

9. Com o bebê de bruços, abra as mãos e deslize-as da nuca até as nádegas.

10. Coloque o bebê na posição inicial e una seus dedos no meio da testa dele. Desenhe círculos pelo rosto da criança; em volta dos olhos, nas bochechas, da testa ao queixo.

11. Esfregue os polegares da testa ao nariz e do nariz à testa.

12. Por fim, segure as mãos da criança. Abra, feche os braços, como um alongamento.

Massagem simples ou Shantala?

A massagem Shantala é uma técnica completa e que se realizada com perfeição só traz benefícios ao bebê. A massagem em bebê simples, então, não é eficaz? Nada disso. Aqueles pais que preferem realizar técnicas de massoterapia simples, podem fazer e com certeza obterão resultados satisfatórios.

Aqueles pais que quiserem realizar massagens simples, podem se focar em quatro regiões: costas, pés, pernas e barriga. São áreas que podem trazer retornos positivos, como alivio das cólicas e da prisão de ventre. Esteja atento, porém, que o bebê precisa aceitar a massagem. Tanto na simples quanto na Shantala, a conexão deve vir de ambos os lados.

Por isso uma dica é ser sempre delicado, carinho, para que se conquiste o recém-nascido. Esses momentos são perfeitos para estabelecer sintonia e desenvolver e fortalecer os laços maternos e paternos. Consulte sempre um pediatra a respeito das massagens, pois cada criança é específica e reage de forma única.

Veja no vídeo abaixo a aplicação da Shantala para evitar os gases nos bebês:

Crédito das imagens: Freepik