Quando a maternidade é duramente atacada por outras mães

Leia esse desabafo que reflete como as mães são sempre criticadas, independente das suas escolhas

0
4722

Ser mãe é um desafio constantemente julgado… por outras mães. Se as mulheres trabalham, são apontadas por não acompanharem o crescimento dos seus filhos. Mas se decidem ficar em casa, estão renunciando à sua vida profissional, não sendo umas autênticas mulheres do século XXI: independentes e focadas na sua carreira.

E se as mães amamentarem? Só se for em livre demanda: caso contrário, estarão “controlando” o amor. Por outro lado, se uma mulher opta pela fórmula, lá vêm os julgamentos mais uma vez: a criança nunca irá compreender o verdadeiro afeto associado à amamentação.

As críticas se mantêm na educação: as mães autoritárias são umas malvadas. Umas “bruxas”. E aquelas que não querem colocar os seus filhos de castigo? São umas irresponsáveis, estão até formando uns psicopatas!

Até na hora de dormir, os julgamentos continuam. Há mães que preferem colocar os filhos no quarto deles e outras compartilham a sua cama com as crianças. “Vocês são muito egoístas”, dirão às primeiras. “Cuidado, o seu filho será completamente dependente”, dirão às segundas.

Mães são criticadas em todos os campos: até no tipo de parto

A vacinação é outro assunto repleto de polêmica! Há sempre quem seja contra a mãe que vacina o filho, porque a criança até pode ficar autista. Há também quem seja contra a mãe que não vacina o filho, porque a criança poderá sofrer de sérias doenças.

Os avós são uma ajuda preciosa para tomar conta dos bebês quando as mães querem namorar um pouco, certo? Mas vai haver sempre alguém que criticará essas mulheres. “São umas mães desnaturadas!”. E se as mães não passam um tempo sozinhas com os seus maridos? Também vai haver sempre uma crítica. “Estão sacrificando o casamento!”.

“Cada mãe é diferente. Tem um dia a dia diferente. E, sobretudo, educa filhos diferentes”

Nem nos momentos mais íntimos as mães são poupadas. Se tiverem um parto vaginal, acabaram prejudicando o seu órgão reprodutor para sempre. E se optarem por uma cesariana? Coitadas, não são mães de verdade: não deram à luz.

As mães querem cuidar da sua forma durante a gestação? “Que fúteis!”. As mães não fazem uma única caminhada ao longo da gravidez? “Que pena… Vão deformar o corpo inteiro!”.

Mães que estão lendo isso, que tal dar um maior apoio umas às outras? Afinal de contas, a maternidade é uma experiência singular, com base nas crenças, nos valores e nos hábitos de cada uma de vocês. Cada mãe é diferente. Tem um dia a dia diferente. E, sobretudo, educa filhos diferentes.

Acima de tudo isso, existe algo que vos une e deve ser superior a todas as opiniões divergentes: o profundo amor que todas sentem pelos seus filhos. E a capacidade de sacrifício que têm para cuidar deles do melhor jeito. E isso, sim, merece um apoio total entre vocês.

Relacionado: Para quando você for mãe: o julgamento virá em 5 maneiras

Assista a esse vídeo que fala justamente sobre a série de críticas que uma mãe está sempre exposta:

Se identifica com esse desabafo? Compartilhe com outras mamães!