É normal sentir medo durante a gravidez

O medo na gravidez se manifesta de muitas formas, aprenda a lidar com ele

0
6076

Não só de dúvidas é feita uma gravidez. Esse período também é cheio de medos e, muitas vezes, é difícil evitar que o lado emocional fique pesado.

Cada mulher tem seu motivo particular para ter medo, mas a maioria vai sentir em algum momento

Além da dúvida se a saúde do bebê estará em ordem, perdas anteriores, histórico de doenças familiares e a própria condição social podem influenciar ser motivos de aflição.

Quando a situação fugir do controle, é melhor relatar ao médico para que o medo não se transforme em depressão e prejudique a gravidez.

Confira alguns conselhos para lidar com a gravidez, apesar do medo:

Procure se alimentar bem:

É assim que você vai aumentar as chances de que tudo corra bem, garantir os nutrientes para o feto e para seu organismo.

Tenha confiança na equipe médica:

Esse momento é muito delicado e não há espaço para que você não se sinta segura. Fale com o médico e sinta se ele é o mais adequado para você.

Tenha confiança na sua equipe médica. Se não conseguir, troque.

Mantenha o calendário de vacinas em dia:

Faça isso mesmo antes da gravidez e, depois, obedeça o calendário de vacinas. Isso é importante para garantir a sua saúde e a do bebê.

As vacinas para esse período garantem a segurança da mãe e do feto. Não precisa ficar preocupada. Entre as recomendadas na gestação estão o tétano, coqueluche e gripe.

Não dê espaço para achismos:

Se você estiver bem amparada por uma equipe médica, não há motivos para dúvidas. Esqueça os palpites, eles vão chegar, mas não precisam ser considerados.

Mesmo aquele post que foi muitas vezes compartilhado na rede social ou enviado por mensagem deve ser analisado. Pergunte ao seu médico, não aceite opiniões duvidosas.

Fique atenta aos seus sinais:

Você, mais do que ninguém, se conhece. Quando houver uma situação que fuja ao seu controle ou entendimento, procure o médico. Ele precisa estar à sua disposição.

Conte com o apoio da família e dos amigos:

O medo é comum, mas não precisa ficar somente com você. Divida a ansiedade com quem gosta de você e quer o seu bem estar.

Tente relaxar para não piorar situações previsíveis:

Quando algo fugir do seu controle, tente se acalmar. Mesmo as que situações que envolvem a gravidez sejam muitas, a maioria delas é previsível.

Quanto àquelas que não estavam programadas, a melhor forma é perguntar tudo, buscar a solução e enfrentar o problema.

Relacionado: Estresse da mãe pode influenciar na ansiedade do filho