“Avoada”: 7 dicas para não sofrer com o esquecimento na gravidez

Saiba porque isso acontece e o que você pode fazer para melhorar

0
2612

Muitas futuras mamães queixam-se de esquecimentos de coisas, durante a gravidez. Elas querem saber se é algo que elas exigem mais atenção, ou se é mais uma das alterações do corpo durante essa fase.

Muitas grávidas reclamam ainda de se sentirem mais lentas em assimilar ideias ou mesmo prestar atenção em alguma coisa durante muito tempo. Somando todos as outras complicações da gravidez, pode fazer com que muitas mulheres fiquem a beira de uma crise de nervos durante esses nove meses.

Se isso anda acontecendo com você, fique calma:

As crises de esquecimento e desatenção, na maioria das vezes, não são nada com o que precise se preocupar. Como tudo nas grávidas, a explicação para esse fenômeno são os hormônios, que acabam ficando um pouco desregulados no corpo da mamãe.

Estudos comprovaram que a gravidez pode causar interferências um tanto quanto negativas na memória e capacidade de atenção da mulher. A dificuldade em dormir, a ansiedade e a mudança no estilo de vida que a gravidez representa contribuem (e muito) para que a memória seja afetada.

O que os cientistas dizem

Segundo um estudo feito por cientistas da Universidade de New South Wales, na Austrália, as gestantes sofrem com crises de esquecimento por causa dos hormônios e do estresse e ansiedade a que são submetidas durante a gravidez.

As crises são leves mas, como esquecer de tarefas marcadas, se apagou a luz ao sair de casa ou o lugar onde deixaram certos objetos. Ainda segundo o estudo, o esquecimento fica mais frequente quando há mais compromissos marcados ou coisas para serem feitas.

As modificações hormonais, especificamente do hormônio progesterona, acaba por fazer os reflexos da grávida ficarem um pouco mais lentos. Por isso, a mulher pode notar que demora mais para prestar atenção em algo (e acaba perdendo essa atenção facilmente).

Lembre-se que durante a gravidez, o corpo da futura mamãe está passando por diversas modificações. Algumas serão mais fáceis de lidar do que outras. A progesterona, por exemplo, é o hormônio responsável por “segurar” a gravidez até o final. Com tanta importância assim, é de se esperar que haja algum efeito colateral (ou, muitos efeitos colaterais!).

E o que fazer para impedir o esquecimento?

Infelizmente, não tem muito o que ser feito. É uma questão hormonal e, como já foi dito, os hormônios estão um pouco fora de controle. A situação tende a normalizar após o nascimento do bebê.

Tente apenas descansar bastante e não fazer atividades exaustivas. Com o devido acompanhamento médico, pratique algum exercício físico, para estimular a circulação sanguínea no corpo.

Como não sofrer com as crises de esquecimento?

1. Fique longe de remédios para a memória: Não tome nenhum remédio sem antes consultar o seu médico.

2. Não deixe tudo na sua cabeça: crie métodos para lembrar de compromissos e tarefas. Anote, ponha em alarme no celular ou peça para que outra pessoa não deixe você esquecer.

3. Não se sobrecarregue: uma das garantias de uma gravidez tranquila é o repouso. Por isso, não acumule muitas responsabilidades e tarefas, seja em casa ou no trabalho.

4. Organize-se: tenha sempre um lugar para os itens importantes, como chave e carteira. Coloque tudo sempre no mesmo lugar, para evitar que fiquem espalhados e depois você não lembre onde estão.

5. Relaxe: se esqueceu alguma coisa ou não conseguiu encontrar a chave de casa e acabou se atrasando, não se culpe. Acontece! Ficar nervosa só vai piorar a situação.

6. Mantenha a mente ativa: leia sobre diversos assuntos ao longo do dia. Vai fazer com que sua mente esteja sempre trabalhando em algo.

7. Fale e escreva para você mesma: há quem diga que é mais fácil lembrar do que dizemos em voz volta e do que anotamos.

Fique calma e lembre-se: vai passar.

Compartilhe essa dica!