Parto de cesárea agendado pode causar problemas de saúde no bebê

0
1527

Quando uma mulher engravida logo ela se preocupa com o parto, pois, é o momento mais importante de uma gestação, já que, é quando o bebê nasce. São dois tipos de parto, o normal e a cesárea.

Toda mulher tem o direito de decidir sobre o tipo de parto que vai querer. A mulher também tem o direito de obter todas as informações antes de fazer a escolha.

É fundamental saber que marcar aleatoriamente o dia para a criança nascer, pode prejudicar a saúde do bebê e da mãe.

Cesárea agendada: os riscos que o bebê corre quando o parto é marcado sem necessidade.

Quando o bebê dá sinal de que está pronto, que está preparado para se alimentar fora da barriga da mãe, controlar a glicemia e a temperatura do corpo e os órgãos estão maduros, muitas mulheres acham que é hora de realizar uma cesárea.

Realizar o parto cesárea agendado pode prejudicar a saúde do bebê, porque, tirá-lo de uma hora para outra da barriga da mãe em um procedimento que dura em torno de meia hora, pode causar estranhamento no pequeno.

Especialistas dizem que é essencial esperar o tempo natural para diminuir os riscos de a criança precisar de oxigênio artificial, que pode causar problemas respiratórios no futuro em bebês que nasceram prematuramente. Isso é porque o pulmão é o último órgão a se formar e amadurecer no bebê. Quando o bebê é retirado antes do tempo da barriga da mãe, é quase certo que o pulmão do pequeno não está totalmente formato.

Hora do parto

Quando chega a hora do bebê nascer, ele dá os sinais de que chegou o momento através das contrações que a gestante sente. O trabalho de parto se inicia espontaneamente e pode resultar em um parto normal ou cesariana, se for necessário.

O problema é que grande parte das cirurgias obstétricas feitas no Brasil é feita de forma eletiva, quer dizer, sem fatores de risco que justifiquem o procedimento do parto cesariano. Antes que a criança envie qualquer sinal de que está pronta para nascer.

A grande quantidade de cirurgias feitas sem indicação deixa o nosso Brasil em segundo lugar na lista dos países que mais realizam cesáreas no mundo. Na rede particular, a cirurgia cesárea representa 84% dos partos, enquanto na rede pública é de 40%.

Muitas mulheres optam pelo parto cesariano pelo fato de a dor ser bem menor do que no parto normal. Sem falar que a cesárea é bem mais rápida. No entanto, a recuperação é mais demorada.

Portanto, o parto cesariano pode prejudicar a saúde do bebê pelo fato de o pulmão ser o último órgão que se forma, só depois disso, o bebê dá os sinais que chegou a hora do nascimento.